12/01/2018 - 17h08 - Atualizada em 12/01/2018 - 17h25

Professores do PI rejeitam parcelamento do reajuste do Piso e ameaçam não iniciar o ano letivo

Imagem: ReproduçãoClique para ampliarffghhh(Imagem:Reprodução)
Os professores da rede estadual de ensino do Piauí ameaçam não iniciarem o ano letivo 2018, previsto para o dia 19 de fevereiro, caso o governo não pague integralmente o reajuste do Piso Nacional do professor, retroativo a janeiro deste ano.

Em Assembleia Geral realizada esta semana em Teresina o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação Básica do Piauí (Sinte-PI) aprovou a realização de uma assembleia para o fim do mês de janeiro e reafirmou a defesa da campanha salarial unificada.

De acordo com a assessoria, a categoria afirma que não aceitará parcelamento do reajuste de 6,81% apresentado pelo Ministério da Educação (MEC) em novembro de 2017. "Até a data da realização da nova assembleia geral, os trabalhadores esperam que o governador Wellington Dias já tenha um posicionamento sobre o reajuste da categoria. Caso não tenha uma resposta satisfatória sobre a pauta apresentada em novembro via ofício ao palácio, a categoria já antecipou que está disposta a não iniciar o período letivo de 2018", diz a nota do sindicato.

O índice do reajuste deste ano foi o menor já apresentado desde que a Lei do Piso entrou em vigor, em julho de 2008.

A data da assembleia do Sinte-PI está marcada para o dia 31 de janeiro, às 10h no Clube do Sinte.

Fonte: Fábio Brito

Copyright TV CANAL 13. Todos os direitos reservados.