À espera de Leal, Renan define os 14 jogadores do Brasil para a primeira etapa da Liga das Nações

Do grupo que disputou os dois amistosos contra o Canadá em Campinas, o ponteiro Rodriguinho e o oposto Rafael Araújo voltam para Saquarema

Foto: Reprodução / Web Brasil entrosou base para Liga das Nações nos amistosos contra o Canadá
Brasil entrosou base para Liga das Nações nos amistosos contra o Canadá

A semana de treinos da seleção masculina de vôlei em Campinas, com dois amistosos contra o Canadá, serviu para o técnico Renan Dal Zotto definir quem levaria para a primeira etapa da Liga das Nações. A principal novidade na relação de 14 nomes é a presença do ponteiro Leal.

O cubano naturalizado brasileiro vai se encontrar com a delegação brasileira já na Polônia, para onde a seleção viaja na segunda-feira.

- Ele vai treinar como todo mundo. Aos poucos vai entendendo o modelo de trabalho. Também está uma semana parada e passará por uma fase de adaptação aos treinamentos, ao sistema, que é novo para ele. Como ele já estava por lá, foi uma questão de logística deixar para encontrá-lo na Polônia - comentou Renan, que precisou cortar dois atletas.

Do grupo que estava em Campinas, com 15 jogadores, o ponteiro Rodriguinho e o oposto Rafael Araújo ficaram fora da lista final e voltam para continuar treinando em Saquarema ao lado de outros atletas não aproveitados neste momento.

Quem também vai se juntar a Rodriguinho e Rafael Araújo no fim da semana é o levantador Bruninho, que pretende ficar à disposição de Renan na terceira etapa da Liga, em Portugal, a partir de 14 de junho.

Sobre o time que iniciará a disputa, a tendência é que escalação do segundo amistoso contra o Canadá, com Lucarelli, Lucão, Wallace e Douglas Souza juntos, forme a base da estreia diante dos Estados Unidos, na próxima sexta-feira (31 de maio), apesar de Renan despistar.

Pela curta preparação até aqui, o treinador considera a semana de treinos já na sede dos jogos será tempo suficiente para observar opções antes de escolher os titulares.

- Usamos dois times distintos em Campinas. Melhoramos do primeiro para o segundo jogo, colocando pressão o tempo todo. Cada jogo é uma história, cada treinamento é uma evolução. Temos de nos doar ao máximo a cada treino. Foi uma semana muito proveitosa em Campinas. É tentar melhorar cada vez mais, sabendo que não há segredo. Vamos organizar muita coisa ainda com uma semana de treinos até a estreia - completou.

Com revezamento entre os líberos Thales (na hora da recepção) e Maique (para defender), a seleção teve Cachopa como levantador principal nos amistosos, com Thiaguinho entrando na inversão do "cinco-um", e viu nascer uma disputa entre Maurício Souza, Isaac e Flávio para a segunda vaga de central, ao lado de Lucão.

Leal também terá forte concorrência para conquistar espaço na função de ponteiro. Além de Lucarelli e Dougas Souza, Lucas Lóh está à disposição. Por fim, Alan viaja para ser o substituto de Wallace na posição de oposto.

Fonte: Globo Esporte

Deixe seu comentário