Abertura do comércio no Ceará depende da evolução dos números da Covid até o fim da semana, diz secretário

Secretário do Planejamento e Orçamento, Flávio Ataliba, afirma que Estado analisou proposta de retorno gradual apresentada por empresários.
Por Redação Verdes Campos Sat 16 de Março de 2021 às 11:14

Foto: Fabiane de Paula Lojas do Centro de Fortaleza são fechadas; Fortaleza tem o segundo lockdown desde o início da pandemia.
Lojas do Centro de Fortaleza são fechadas; Fortaleza tem o segundo lockdown desde o início da pandemia.

A abertura ou não do comércio no Ceará nos próximos dias vai depender da evolução dos números da Covid-19 no estado até o fim desta semana, segundo informou nesta terça-feira (16) o secretário do Planejamento e Orçamento, Flávio Ataliba.

"Certamente vamos observar no final dessa semana como foi evolução desses números, e aí se decide se vai reeditar o decreto ou se vai ser aliviado o isolamento rígido", afirmou, em entrevista à TV Verdes Mares.

Um decreto em vigor em todo o estado determina que apenas atividades consideradas essenciais podem manter as atividades. As medidas valem até domingo, 21 de março.

Lojas do Centro de Fortaleza são fechadas; Fortaleza tem o segundo lockdown desde o início da pandemia — Foto: Fabiane de Paula

O decreto foi estabelecido inicialmente para Fortaleza e em seguida ampliado para todo o estado devido ao aumento dos casos e óbitos pela Covid-19.

A média diária de mortes por Covid-19 no Ceará subiu 28% na primeira quinzena de março em comparação com o que foi observado no mês de fevereiro. Nos primeiros 14 dias deste mês, foram contabilizados, em média, 41 mortes pela doença no estado a cada 24 horas; no mês anterior, a média foi de 24 falecimentos a cada dia.

Proposta de empresários

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Ceará (Fecomércio-CE) enviou na segunda-feira (15) um plano de reabertura das atividades ao governo do estado solicitando que o processo seja feito a partir da próxima semana, dia 22 de março.

A proposta é que 50% dos funcionários de cada negócio internamente e funcione em horário reduzido com escalonamento de aberturas e fechamentos.

"Pra economia voltar em grande parte, com a sua pujança, precisa trazer o comércio de volta ao funcionamento. A proposta apresentada traz inclusive as características do plano que foi estabelecido do ano passado, de retorno gradual. Essa é a filosofia realmente, de voltar, voltar de forma gradual", comentou Ataliba, nesta terça.

Fonte: G1 CE

Deixe seu comentário