Com Carlos Sainz, McLaren comemora primeiro pódio na Fórmula 1 desde março de 2014

Depois de 2072 dias, uma das mais vitoriosas equipes da Fórmula 1 volta a ter um troféu; espanhol herdou terceiro lugar após punição de Lewis Hamilton e ainda escapou de penalidade

Foto: Reprodução / Web Com Carlos Sainz, McLaren comemora primeiro pódio na Fórmula 1.
Com Carlos Sainz, McLaren comemora primeiro pódio na Fórmula 1.

Só quase duas horas após Grande Prêmio do Brasil, a segunda equipe mais vitoriosa da Fórmula 1 conseguiu soltar o grito da garganta e comemorar o terceiro lugar de Carlos Sainz Jr. Primeiro, houve a celebração pela punição de cinco segundos a Lewis Hamilton. Depois, o silêncio quando foi divulgado que Sainz também poderia ser punido, por supostamente usar o sistema de asa móvel sob bandeira amarela, o que é irregular. Mas o espanhol escapou da penalidade, e a equipe foi toda ao pódio. Afinal, desde o GP da Austrália de 2014, a McLaren não tinha um piloto entre os três primeiros colocados.

- É muito especial estar numa equipe com fome e com vontade de ir adiante. Essa equipe merece, e estamos aqui para ajudar nessa recuperação. O ano começou com dificuldades mas conseguimos evoluir e foi espetacular este terceiro lugar largando de último após os problemas de ontem. Subir ao pódio na terra de Ayrton Senna é especial, seguramente - disse Sainz.

Sainz se tornou o primeiro espanhol desde Fernando Alonso no GP da Hungria de 2014 (segundo lugar) a figurar entre os três primeiros numa corrida de Fórmula 1. Ironicamente, Carlos chegou à McLaren justamente após substituir Alonso, que deixou a F1 no fim de 2018:

"Tem sido uma temporada muito especial para mim. Dei um salto qualitativo como piloto, e isso me permitiu estar nesse pódio. Estou muito contente com a minha corrida, a administração dos pneus me permitiu conseguir esse resultado". 

Filho do bicampeão mundial de rali Carlos Sainz, o piloto da McLaren comemorou muito o resultado com a família por telefone.

"Foi incrível! Estamos todos muito contentes, agradeço a todos que me apoiaram até aqui e acreditaram em mim, mesmo nos momentos difíceis e nos bons momentos, parecia que esse pódio nunca ia chegar. Segui acreditando" - finalizou Sainz, que está empatado na sexta posição do campeonato com Pierre Gasly, segundo em Interlagos.

Fonte: GE

Deixe seu comentário