Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI e enfermaria em Fortaleza

Confira os dados coletados às 8h30 desta terça-feira (16).
Por Redação Verdes Campos Sat 16 de Março de 2021 às 11:17

Foto: Reprodução/ Ascom Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI e enfermaria em Fortaleza.
Covid-19: veja a ocupação dos leitos de UTI e enfermaria em Fortaleza.

Veja a situação do Sistema Único de Saúde (SUS) em hospitais e unidades de saúde de Fortaleza, de acordo com dados da plataforma IntegraSUS, gerenciada pela Secretaria Estadual da Saúde do Ceará (Sesa-CE), cujos números foram coletados às 8h30 desta terça-feira (15).

Das 12 unidades públicas disponíveis para atendimento mais grave de pacientes com Covid-19, que estão dispostas no IntegraSUS, 10 foram atualizadas no sistema no início desta manhã. Destas, sete estão colapsadas, enquanto outras duas estão com ocupação acima de 80%. Apenas a Hospital da Mulher não está próximo do limite.

Leitos de UTI

Nome do hospitalTaxa de ocupação

Hospital Geral Dr. César Cals100%

Hospital Geral de Fortaleza95%

Hospital Dr. Waldemar Alcântara100%

Hospital Infantil Albert Sabin100%

Hospital José Martiniano de Alencar100%

Hospital Leonardo da Vinci88%

Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns55%

Hospital de Messejana100%

Hospital Universitário Walter Cantídio100%

Hospital São José100%

Instituto Dr. José FrotaNão atualizada

Maternidade Escola Assis Chateaubriand

Total 93%

O Hospital José Martiniano de Alencar e o Hospital de Messejana não têm mais vagas. Noventa e seis leitos de UTI e 158 de enfermaria, somando as duas unidades públicas, estão ocupados.

O Hospital Leonardo da Vinci, referência no tratamento da Covid-19 do Ceará, está com com 19 leitos de UTI, mesmo com a expansão da unidade informada pelo governador Camilo Santana (PT). O Hospital Geral de Fortaleza, que recebeu novos leitos para pacientes mais graves na última semana, já está próximo da lotação; só há dois leitos disponíveis na unidade.

Leitos de enfermaria

Nome do hospitalTaxa de ocupação

Hospital Geral Dr. César Cals59%

Hospital Geral de Fortaleza98%

Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara93%

Hospital José Martiniano de Alencar100%

Hospital Infantil Albert Sabin72%

Hospital Leonardo da Vinci89%

Hospital de Messejana100%

Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns84%

Hospital Universitário Walter Cantídio78%

Hospital São José (atualizado às 8h30)95%

Instituto Dr. José Frota (atualizado às 8h30)Não atualizado

Maternidade Escola Assis ChateaubriandNão atualizado

Total90%

Fonte: IntegraSUS/Sesa

Nesta terça-feira (16), os dados do IntegraSUS mostram que a cidade de Fortaleza está com 93% dos leitos de UTI ocupados, e 90% das vagas em enfermarias específicas. Esses números são de unidades abertas pela administração pública.

Se considerados os hospitais particulares e as entidades sem fins lucrativos, Fortaleza tem ocupação de 94% nos leitos de UTI e de 91% nos de enfermaria. O número de hospitais sem vagas para pacientes com quadros mais graves sobe para 13 unidades de saúde.

O estado sofre um aumento de casos e óbitos provocados pelo coronavírus, bem como vem apresentando lotação em UTIs e enfermarias voltadas para a doença. A média diária de óbitos em março no Ceará é 28% maior do que a do último mês de fevereiro.

A secretária da Saúde de Fortaleza, Ana Estela Leite, afirmou na última sexta-feira (12) que os leitos voltados para tratamento da Covid-19 em Fortaleza podem se "esgotar a qualquer momento". O governo municipal vem dizendo reiteradas vezes que a abertura de novos espaços para pacientes não consegue acompanhar a velocidade da transmissão do vírus.

A fim de frear o aumento de casos, óbitos e a saturação dos leitos de atenção, o governador Camilo Santana (PT) decretou o isolamento social rígido em Fortaleza, nos moldes do que ocorreu entre maio e julho de 2020. Apenas os serviços essenciais deverão funcionar durante 5 de 21 de março. Nessa quinta-feira (11), o governador estendeu a norma para todos os municípios do Ceará.

Fonte: G1 CE

Deixe seu comentário