Criador de Mafalda, Quino, morre aos 88 anos de idade

Quino havia sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) nos últimos dias

Foto: Divulgação A informação foi confirmada pelo editor de Quino, no Twitter
A informação foi confirmada pelo editor de Quino, no Twitter

O cartunista argentino, Quino, conhecido mundialmente por criar as histórias em quadrinhos da personagem Mafalda, morreu nesta quarta-feira (30), aos 88 anos de idade. 

A informação foi divulgada inicialmente pelo site de notícias espanhol, Clarín, e confirmada pelo editor de Quino, Daniel Divinsky, em uma publicação feita em seu Twitter.

“Quino morreu. Todas as pessoas boas no país e no mundo vão chorar por isso”, escreveu. 

De acordo com a imprensa local, Quino havia sofrido um acidente vascular cerebral (AVC) nos últimos dias. A causa da morte ainda não foi oficialmente divulgada.

História de Quindo

Nascido em 17 de julho de 1932, Joaquín Salvador Lavado Tejón decidiu ainda criança que viveria de sua arte. Adulto, Quino ingressou na Faculdade de Belas Artes, onde acabaria largando em 1949 por ficar entediado com as aulas teóricas. A primeira veiculação de uma arte sua aconteceu em novembro de 1954 na revista Esto Es, vindo a desenhar regularmente para jornais argentinos apenas três anos depois.

O ponto de virada de sua carreira aconteceria em 1963 com a publicação de Mundo Quino, seu primeiro livro de humor. No ano seguinte, Quino cria a Mafalda, personagem que protagonizou mais de 1900 tiras entre 1964 e 1973. Quatro anos depois, Quino foi convidado pela UNICEF para ilustrar a Edição Internacional da campanha mundial da Declaração do Direitos da Criança com personagens da turma da Mafalda.

Após a aposentar Mafalda, Quino seguiu publicando quadrinhos e tirinhas de humor em livros e jornais como o Clarín.

Deixe seu comentário