Deputados defendem aplicação de recursos do Fundef na Saúde

Os parlamentares defenderam na sessão plenária virtual, que o Governo do Estado tenha liberdade para investir parte de R$ 1,6 bilhão.

Foto: Alepi Assembleia Legislativa do Estado do Piauí.
Assembleia Legislativa do Estado do Piauí.

Os deputados estaduais João Mádison, líder do MDB, e Henrique Pires (MDB) defenderam, na sessão plenária virtual, que o Governo do Estado tenha liberdade para investir parte de R$ 1,6 bilhão, oriundo do precatório do Fundo de Desenvolvimento da Educação Fundamental (Fundef) em saúde, infraestrutura e outros setores.

João Mádison afirmou que o precatório do Fundef pertence ao Estado que recebeu a devolução de recursos próprios aplicados no setor educacional em anos anteriores.

Segundo os deputados do MDB, o Governo deve ter permissão para usar os recursos do precatório não só em educação, mas, também, em outras áreas visando beneficiar a população.

Carta aberta 

João Mádison e Henrique Pires manifestaram solidariedade ao governador Wellington Dias (PT) e à deputada federal Rejane Dias (PT) que tiveram a residência e gabinete investigados pela Polícia Federal na terceira fase da Operação Topique, que apura desvio de recursos na Secretaria Estadual de Educação.

Os parlamentares do MDB acrescentaram que a operação foi desnecessária porque o governador Wellington Dias não é investigado e a deputada federal Rejane Dias se colocou à disposição para prestar depoimento à Polícia Federal. João Mádison disse que o MDB divulgou uma Carta Aberta à População manifestando apoio ao governador e a primeira dama Rejane Dias.

O líder do MDB parabenizou o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, pelo trabalho que vem realizando no combate à pandemia da Coviud-19 e disse que a oposição deve reconhecer as realizações do Governo do Estado em benefício da população.

Os parlamentares emedebistas manifestaram solidariedade ao presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (MDB), desejando a cura aos familiares do deputado que se encontram acometidos pela Covid-19.
 

Fonte: Alepi- Assembleia Legislativa do Estado do Piauí

Deixe seu comentário