Distribuição gratuita de absorvente: Vereadora Elzuila Calisto se manifesta após veto de Jair Bolsonaro

Em entrevista, a vereadora falou a importância desse projeto de lei e disse que acredita na sanção do Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB).
13 de Outubro de 2021 às 15:56 - Atualizada em 16h05

Foto: Luis Fernando Amaranes/ Portal Verdes Campos Sat Vereadora Elzuila Calisto (PT).
Vereadora Elzuila Calisto (PT).

Após o veto do Presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), sobre a distribuição gratuita de absorvente menstrual para estudantes de baixa renda de escolas públicas e pessoas em situação de rua ou de vulnerabilidade extrema, a vereadora Elzuila Calisto (PT) se manifestou sobre o ato.

Em entrevista ao Portal VerdesCamposSat.com, a vereadora falou a importância desse projeto de lei que tem como objetivo promover a saúde e a higiene das mulheres que menstruam.

“O projeto constitui na distribuição de absorventes para pessoas carentes, consideramos que não é um produto da cesta básica, mas é um produto que existe a necessidade da permanência para mulheres que estão na fase da menstruação. O Presidente fez o veto do principal artigo do projeto de lei e acreditamos que será derrubado”, explicou.

A vereadora Elzuila Calisto disse ainda que, acredita na sanção do projeto de lei através da autorização do Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB).

“Já vimos vários deputados se expressando que vai votar contra a derrubada do veto, mas acreditamos que aqui na capital consiga a sanção do prefeito em relação a esse projeto da gente”, concluiu.

“Programa de Erradicação da Pobreza Menstrual”

Programa tem como finalidade melhorar a qualidade de vida de mulheres que se encontram em situação de vulnerabilidade econômica e social através do fornecimento e distribuição de absorventes higiênicos, coletores ou roupas íntimas absorventes, bem como produtos farmacológicos e não farmacológicos para o alívio do desconforto menstrual.

A Proposta de Lei também tem como objetivo promover a saúde e a higiene das mulheres que menstruam, por meio da criação de um programa de ações educativas, saúde, assistência social, conferencias e campanhas de esclarecimento periódicas que facilitem o contato da população e dos profissionais desta área com o tema, bem como, a criação e aprimoramento das políticas públicas voltadas para a erradicação da pobreza menstrual no Município de Teresina.

Confira a nota de repúdio da Elzuila Calisto

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou a distribuição de absorventes prevista no Projeto de Lei da deputada Marília Arrais. Foi um desmonte que prejudica os principais artigos do projeto. A proposta beneficiaria mulheres em situação de precariedade em todo o país. Nós repudiamos e ficamos decepcionados em ver tal projeto ser vetado pelo presidente, ação essa que eu defendo em nível local e cujo projeto já foi aprovado pela Câmara Municipal de Teresina. Menstruação é questão de saúde pública e a dignidade menstrual é essencial. O Congresso ainda pode derrubar esse veto.

Flash - Repórter Carlos Santos 

Redação - Luis Fernando Amaranes 

Deixe seu comentário