Estudar em família facilita aprendizado da língua inglesa

Com interatividade e dinamismo, muitas famílias têm acrescentado à rotina diária o estudo de outros idiomas.

Foto: Reprodução/ Ascom Viagem da família ao exterior.
Viagem da família ao exterior.

Todo mundo sabe e concorda que conhecimento nunca é demais. Quando uma família inteira compartilha o interesse por coisas novas, há muitas vantagens e facilidades na hora de aprender. Com o acréscimo do estudo de idiomas no planejamento familiar, a convivência perpassa a rotina diária do lar e se amplia para os ambientes de aulas. E como interatividade, diversão e dinamismo fazem parte das aulas de línguas estrangeiras, essa é a melhor forma de fortalecer os laços familiares e ainda garantir a preparação pessoal e profissional.

A família inteira que estuda inglês reconhece os benefícios que a escolha traz para a vida de cada um. A advogada Luciana Gonçalves, 38 anos, conta que o filho mais velho já estuda o idioma há 10 anos.

"Eu também sempre tive desejo de aprender. Os meus filhos, Adriano e Laura, entraram ainda crianças e nas nossas viagens internacionais eram nossos guias. Passamos por uma situação fora do país e vimos que era hora de ter autonomia. Geralmente peço auxílio aos mais velhos, já que falam tudo. Além dos mecanismos que a escola oferece, em casa tornam muito mais fácil", destaca.

Adriano Gonçalves iniciou os estudos da língua inglesa aos cinco. Com o passar do tempo, dominou o idioma e tornou-se guia nas viagens em família.  Ele também acredita na ideia de que é fundamental todos em casa aprenderem o inglês. "É algo essencial, porque em diferentes situações, seja no exterior ou nos negócios, saber essa língua é importante. Em casa, vamos nos motivando e aprendendo juntos", externa o filho mais velho.

Luciano Machado Oliveira, 42 anos, também é advogado e explica que sua família viajava bastante e com o passar do tempo surgiu a necessidade de todos saberem o idioma. Ele ainda reforça que o processo é divertido, descontraído e com uma metodologia muito eficaz.

"Apenas minha esposa e eu estudamos na mesma turma. Nossos filhos estudam em outra sala. O Artur é mais novo, tem sete anos, e entrou faz pouco tempo. Como viajar sem nossos filhos mais velhos era muito complicado, decidimos começar, para facilitar a comunicação", explica o pai.

Para Maria Laura Gonçalves, estudar junto com a família representa uma experiência incrível. "Estudo inglês desde os seis anos de idade. Estudar em conjunto pode ser muito bom porque proporciona muitas oportunidades para todos nós, dentro e fora das salas de aula", externa a filha. 

Estudar em família contribui exponencialmente para um aprendizado mais divertido e satisfatório. Todos os envolvidos ganham experiências, conhecimentos e podem praticar dentro de casa.

Fonte: *Com informações da Ascom.

Deixe seu comentário