Flávio Bolsonaro:"Não cometi nenhuma ilegalidade"

Ele usou o Twitter para para responsabilizar mais uma vez o ex-assessor

Foto: Reprodução/Internet Flávio Bolsonaro:"Não cometi nenhuma ilegalidade"
Flávio Bolsonaro:"Não cometi nenhuma ilegalidade"

O deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), senador eleito pelo Rio de Janeiro, usou o Twitter na noite desta sexta-feira, 21, para responsabilizar mais uma vez o ex-assessor Fabrício Queiroz pelas movimentações atípicas apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

"Pela enésima vez, não posso ser responsabilizado por atos de terceiros e não cometi nenhuma ilegalidade. O ex-assessor é quem deve dar explicações. Todos da minha equipe trabalham e a prova de que o gabinete funciona bem são minhas crescentes votações", escreveu o deputado, filho mais velho do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

Pela enésima vez, não posso ser responsabilizado por atos de terceiros e não cometi nenhuma ilegalidade. O ex-assessor é quem deve dar explicações. Todos da minha equipe trabalham e a prova de que o gabinete funciona bem são minhas crescentes votações.

Queiroz não compareceu nesta sexta-feira à oitiva do Ministério Público do Rio de Janeiro, que acompanha o caso. Assim como na quarta-feira, dia 19, sua defesa alegou "inesperada crise de saúde" do ex-assessor. Desde a revelação das movimentações financeiras pelo jornal O Estado de S. Paulo, Queiroz manteve o silêncio, enquanto Flávio buscou se distanciar do caso. O MP-RJ convidou o parlamentar a prestar esclarecimentos sobre o caso no dia 10 de janeiro.

Deixe seu comentário