Games brasileiros garantem presença na E3 2017

O jogo usa um visual "pixel art", bem retrô, e a sua heróina tem habilidades que desafiam a gravidade

O menos cinco games brasileiros poderão ser testados pelo público da E3 2017, maior feira de games do ano, que começou em Los Angeles (EUA).

"Dandara", "Guts", "Ninjin: The Clash of Carrots", "Community Inc" e "Pixel Ripped 1989" irão participar do The Mix, evento focado na divulgação de games independentes e que acontece em paralelo à E3 há 3 anos. O encontro acontece na quarta-feira (14). Veja abaixo uma breve descrição de cada jogo:


Desenvolvido pela Long Hat House, de Belo Horizonte (MG), "Dandara" é um game do gênero "Metroidvania" – você aprende novas habilidades durante a partida e pode usá-las para acessar áreas até então bloqueadas. O jogo usa um visual "pixel art", bem retrô, e a sua heróina tem habilidades que desafiam a gravidade. Aproveite e conheça os jogos da Redbet para jogar online com milhares de jogadores, como você pode ver neste exemplo.


"Guts" é um game de luta com uma ideia bizarra. No jogo da Flux, de São Paulo (SP), os lutadores não têm uma barra de vida. A única forma de vencer é acertando golpes que arrancam partes do corpo do adversário. Ganha quem remover os quatro membros do oponente e depois acertar um movimento especial. Mas cuidado: é possível recuperar um braço ou uma perna e virar a partida. Assista ao trailer aqui.

"Guts" vai ser lançado para PlayStation 4, Xbox One e PCs.

Em desenvolvimento há 3 anos, "Ninjin: Clash of Carrots" pega elementos de games de ação, corrida infinita ("Jetpack Joyride") e "shoot "em up" ("R-Type") e os funde com ninjas e samurais num tom bem-humorado.

O estúdio Pocket Trap, de São Paulo (SP), já lançou um primeiro "Ninjin" para aparelhos iOS em 2013 e almejou um projeto maior após uma edição da feira de games BGS. De lá para cá, o jogo também passou pela Tokyo Game Show, evento no Japão.

O Brasil também sabe fazer jogos de construção de cidade. Esse é o estilo de "Community Inc", do estúdio T4 Interactive, de São Paulo (SP). Seu objetivo é construir uma comunidade a partir de mais de 150 itens diferentes. E gerenciar seus moradores para que eles trabalhem e sejam felizes. Para quem conhece, lembra "Banished", para PCs.

Deixe seu comentário