Gareca diz que Brasil criou mais chances na vitória do Peru: "Não sei se merecíamos ganhar o jogo"

Treinador peruano ressalta acréscimo de qualidade com a entrada de Neymar e diz que seus jogadores tiveram mérito de obstruir as principais jogadas brasileiras sem desistir do ataque

Foto: Reprodução \ Web Gareca
Gareca

A quinta vitória da seleção peruana sobre a brasileira nesta madrugada de quarta-feira, no jogo de Los Angeles - 1 a 0, gol de cabeça de Luis Abram no Memorial Coliseu -, foi comemorada com sobriedade por Ricardo Gareca. O treinador peruano foi sincero ao analisar o jogo e disse que o Brasil criou mais chances para vencer a partida.

- Não sei se merecíamos ganhar o jogo. Porque foi muito disputada a partida e o Brasil criou as melhores chances de gol. Mas temos que levar em conta que Peru tentou em todo momento tratar que Brasil não construísse e também tentou atacar dentro do que podíamos atacar. O Brasil defende muito bem e retoma muito rápido a bola. Então foi complicado, mas da minha parte ganhamos bem pela intensidade e pela atitude que tivemos. Mas, ao mesmo tempo, estamos em processo. Podemos dar mais - disse o ex-treinador do Palmeiras, que está no comando técnico do Peru desde março de 2015.

O treinador destacou o gol de bola parada, lembrando que fazia tempo que a equipe não marcava desta maneira. E disse que é importante em jogos complicados ter essa ferramenta em dia para vencer um jogo, desequilibrar uma partida com poucas chances de gol.

Gareca comentou a entrada de Neymar no time brasileiro e disse que o atacante do PSG complicou mais as coisas para sua equipe, que conseguiu se defender bem, ainda assim.

- Neymar veio de partida intensa contra a Colômbia. Jogo muito difícil. E entendo que o Tite queria ver alguns garotos, alguns jogadores. Neymar é um dos melhores do mundo. Ninguém pode discutir. Ele entrou com muita vontade, estava muito animado, com desejo de participar do jogo e tivemos inconvenientes com ele - disse o treinador.

Vice-campeã da Copa América, o Peru tem mais quatro amistosos até o fim do ano. Joga com o Uruguai em Lima e em Montevidéu, na data Fifa de outubro, e ainda com a Colômbia, novamente nos EUA e depois na capital peruana, em novembro.

Fonte: Globo Esporte

Deixe seu comentário