Governador que tomou posse de Brasília é filho de piauiense

O governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tomou posse ontem (1º) em cerimônia na Câmara Legislativa

O governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tomou posse ontem (1º) em cerimônia na Câmara Legislativa. Com o auditório lotado, acompanhado do filho, na mesa da cerimônia, Ibaneis foi empossado juntamente com o vice-governador, Paco Britto.

Eles prestaram o compromisso de defender e cumprir a Constituição e a Lei Orgânica do DF e promover o bem geral da população da capital da República, após a execução do hino nacional e do hino do Distrito Federal, pela banda da Polícia Militar.

O governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), fala à imprensa após encontro com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

Ibaneis Rocha foi empossado na Câmara Legislativa (Valter Campanato/Agência Brasil)
Antes da solenidade, o novo governador presenciou a cerimônia de assinatura do termo de posse dos 24 deputados distritais. 

Em discurso na posse, Ibaneis lembrou que, numa pesquisa eleitoral de 5 de agosto, só tinha 0,7% das intenções de votos e chegou ao segundo turno com 70% dos votos.


"Foi exatamente a população do Distrito Federal que demonstrou que queria mudança", disse. Acrescentou será governador pensando primeiramente nos mais pobres, que "precisam do governo".

"Rico basta não atrapalhar", afirmou. O novo governador destacou que precisa resolver problemas, como filas em hospitais, com a saúde “em frangalhos”, "desemprego alarmante" e falta de segurança pública.

Ele criticou atritos entre as corporações policiais. “Todos vão ter que cumprir as ordens do secretário de Segurança. Quero respeito à população em primeiro lugar”, destacou.

Ibaneis também afirmou que será necessário fazer investimentos em infraestrutura. Ele citou que o Tribunal de Contas do DF aponta “inúmeros viadutos que estão a ponto de cair.”

“Temos que trabalhar de forma unida, independente de bandeiras partidárias”, acrescentou.


Deixe seu comentário