Inter vai à CBF ouvir áudios do VAR em derrota para o Flamengo no Maracanã

Na terça-feira, diretoria colorada apontará lances nos quais considerou decisões erradas do árbitro após expressar revolta no 3 a 1 da última quarta-feira

Foto: Foto: reprodução Roberto Melo, vice de futebol do Inter
Roberto Melo, vice de futebol do Inter

O Inter formalizará a sua revolta com a arbitragem na derrota por 3 a 1 para o Flamengo, na última quarta-feira, no Maracanã. A diretoria colorada irá à sede da CBF na terça-feira para solicitar os áudios do árbitro de vídeo na partida e também fará apontamentos sobre lances nos quais discordam das tomadas de decisão.

O clube será representado pelo executivo Rodrigo Caetano e pelo diretor de futebol Adauri Silveira. O principal pleito do clube é entender por que o árbitro não consultou o VAR em um lance em que Rodrigo Caio derrubou Guerrero dentro da área, e um suposto pênalti não foi marcado.

Os colorados reclamam de outros dois momentos da partida: a expulsão de Bruno após pênalti cometido em Gabigol e um empurrão sofrido por Víctor Cuesta dentro da área no segundo tempo da partida.

– O Inter está indo na terça-feira à CBF para conversar com a Comissão de Arbitragem, ouvir os áudios do jogo contra o Flamengo. Por que ele (árbitro) não foi ver? Isso que a gente quer entender. Levaremos também vários lances que a gente entende que poderiam ser interpretados de forma diferente. Principalmente o cartão vermelho do Bruno, e o pênalti que todo mundo, com raríssimas exceções, viu no Guerrero – avisou o vice de futebol Roberto Melo após o empate em 1 a 1 com o Palmeiras neste domingo.

No calor do momento, ainda na última quarta-feira, Melo havia dito que não iria à CBF enquanto Leonardo Gaciba seguisse como chefe da Comissão de Arbitragem. Neste domingo, o dirigente voltou a subir o tom ao falar do ex-árbitro.

– Não adianta ficar passeando e fazendo videozinho, palestra e depois o VAR atuar de forma diferente daquela que foi apresentada. Esperamos que nos expliquem por que naquele momento o árbitro não foi chamado – ressalta.

O Inter expressou toda a sua revolta ainda no Maracanã, após a derrota por 3 a 1 para o Flamengo, com dois expulsos. Roberto Melo falou em "vergonha" e disse que o VAR "só ajuda quem quer" na entrevista coletiva. Odair Hellmann adotou discurso semelhante.

Com o empate diante do Palmeiras, a equipe perde uma posição na tabela e sai do G-4: ocupa a quinta colocação, com 37 pontos. No próximo sábado, o Colorado enfrenta o Cruzeiro às 21h no Mineirão, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Fonte: Globo Esporte

Deixe seu comentário