Jornal: PSG recusa primeira oferta do Barça, que tentará empréstimo de Neymar por dois anos

Segundo o "Mundo Deportivo", nova estratégia do clube catalão incluiria a obrigação de compra ao final do vínculo e pagamentos anuais aos franceses, que seguem fazendo jogo duro

Foto: Reprodução \ Web Barcelona segue tentando contratação de Neymar
Barcelona segue tentando contratação de Neymar

A 12 dias do fim da janela de transferências do verão europeu, a novela da possível saída de Neymar do PSG segue longe de uma definição. É o que indicam nesta quarta os jornais da Catalunha, que apontam que o clube francês negou uma primeira proposta oficial do Barcelona nesta semana. Mas os espanhóis já teriam uma nova estratégia traçada: um empréstimo de dois anos com obrigação de compra.

O jornal "Mundo Deportivo" estampa em sua capa o novo caminho que o Barcelona pode seguir na negociação. A nova proposta seria ter Neymar por empréstimo por duas temporadas e pagar aos franceses um valor de "aluguel" anual - que estaria acima dos € 8,5 milhões (R$ 38,2 milhões) que o Bayern de Munique pagará ao Barça para ter Coutinho por um ano, por exemplo.

A publicação indica que, ao fim do primeiro ano, haveria a opção de compra por parte dos catalães - que não seria obrigatória. Ao fim da segunda temporada, entretanto, o contrato obrigaria os espanhóis a desembolsar uma quantia não divulgada pelo jornal - mas que poderia ser maior do que vem sendo especulado, pois o clube teria margem de tempo para assegurar maiores cifras.

O "Mundo Deportivo" frisa que o PSG tem interesse em chegar a um acordo com o Barcelona, mas ainda segue fazendo jogo duro - e teria recusado uma primeira proposta oficial feita pelos blaugrana. O francês "Le Parisien" diz que a oferta feita pelo clube catalão era de um empréstimo de um ano, com opção de compra fixada em € 150 milhões (R$ 674,8 milhões).

O valor estaria bem distante daquilo que o clube francês exigiria, algo em torno de € 220 milhões (R$ 989, 8 milhões), uma vez que desembolsou € 222 milhões (R$ 998,8 milhões, atualmente) há dois anos para ter Neymar. Além disso, a prioridade do PSG seria vender o craque brasileiro diretamente nesta janela, e não emprestá-lo. O "Sport" diz que os franceses já estariam abertos a receber algum jogador do Barça para abater o preço final.

Enquanto o Barça se esforça para tentar realizar o desejo do vestiário e do próprio Neymar de retornar ao clube, o Real Madrid seria a outra grande alternativa de destino. Os merengues estariam mantendo a negociação de forma discreta, com "convicção de que nos últimos dias do mercado surgirá uma oportunidade", quando os catalães tiverem esgotado suas possibilidades, de acordo com o "Marca" - que frisa que o presidente Florentino Pérez não quer deixar o rival levar o brasileiro e roubar os holofotes da temporada.

Fonte: Globo Esporte

Deixe seu comentário