Junior Lima fala de DNA musical do filho, desejo de morar no campo e turnê com Sandy

Em conversa com QUEM, músico também conversou sobre as novidades do seu projeto com o DJ Julio Torres, o Manimal

Foto: Reprodução / Web Junior Lima
Junior Lima

Junior Lima está cheio de planos pessoais e profissionais aos 35 anos. O cantor, que está prestes a estrear a turnê Nossa História, ao lado da irmã, Sandy, segue o seu projeto de música eletrônica Manimal, com o DJ Julio Torres. Em conversa com QUEM, ele falou do retorno da dupla, do talento musical do seu filho com Monica Benini, Otto, e da sua vontade de se mudar para o campo com a família e levar uma vida mais tranquila.

"Tenho a intenção de ir morar mais perto do campo, de novo, para o meu filho ficar subindo em árvore. São Paulo tem uma coisa um pouco complicada para se ter esse estilo de vida, mas para trabalhar é muito bom. Estou deixando rolar. Não consegui planejar isso ainda. Já tenho fazenda mais para curtir os momentos de folga. Até com as coisas da turnê de retorno de Sandy & Junior, eu desencanei de pensar nisto agora. Acho que as coisas vão acontecendo naturalmente", acredita.

Ao ser questionado se ele poderia revelar alguma novidade sobre o show de Sandy & Junior, o músico faz mistério. "Nós ainda não fizemos o show corrido para saber o tempo exato de duração. Mas ele já está fechado. Não podemos dar muito spoiler. Já está bem adiantado. Nós já sabemos tudo que vai rolar e esperamos que vocês gostem. O que eu posso adiantar é que não terá música nova. O repertório é formado somente pelas canções antigas. Mas será tudo surpresa! Não acreditem nas especulações que saírem por aí", declara.

Foto: Reprodução / WebMonica Benini e Junior Lima no aniversário de um ano de Otto
Monica Benini e Junior Lima no aniversário de um ano de Otto

Com 1 ano e meio de idade, Otto conquista os seguidores do papai babão toda vez que aparece brincando com algum instrumento. Ao falar do herdeiro, Junior, que também começou a tocar bateria ainda criança, não nega o DNA musical do menino.

"Realmente, ele é muito musical. É muito bonitinho ver ele apaixonado por música assim. Fico babando. Mas é uma parada dele. Respeito muito e deixo a coisa rolar naturalmente. Não preciso incentivar. É engraçado como isso já é muito latente nele. Ele me vê e fica querendo música o tempo todo. Ele vive cercado de instrumentos lá em casa. O meu estúdio é o playground dele. É uma conexão muito forte nossa", derrete-se.

"Fico feliz com que isso aconteça, porque nesta idade especificamente, a musicalização é muito importante para o desenvolvimento da criança. Ela desenvolve linguagens, o cérebro, uma série de coisas, que aquele ser em formação está absorvendo tudo. A música sempre vai fazer parte da vida dele de alguma forma. Seja em uma relação muito próxima de carinho, mas se ele vai querer fazer isso ou não profissionalmente, é ele quem vai decidir", completa.

Foto: Reprodução / WebJunior Lima
Junior Lima

O DJ Julio Torres, parceiro musical de Junior, reforça a veia artística de Otto. "É impressionante o talento dele como músico. Ele é uma criança que bate no tempo melhor do que eu. Estou falando sério. É um bebê que tem um timming muito musical. Isso nasceu com ele. O Junior sabe que eu fico olhando impressionado com isso quando estamos lá no estúdio", diz.

Vivendo há um bom tempo cuidando de projetos totalmente autorais, Junior defende a autenticidade da sua arte. "Acho importante a gente aproveitar que nós reunimos um grupo de pessoas para ouvir o que estamos dizendo para dizer coisas relevantes. Inclusive, isso para mim faz parte da forma de expressão da arte. Temos que dizer quem a gente é. A arte é mais profunda quando ela representa o que você é por dentro. E a gente consegue fazer isso quando nos conhecemos melhor", conclui.

Fonte: Revista Quem

Deixe seu comentário