Justiça define guarda de bebê abandonado em cemitério no MA


Foto: Reprodução Justiça define guarda de bebê abandonado em cemitério no MA
Justiça define guarda de bebê abandonado em cemitério no MA

A Justiça do Maranhão definiu durante uma audiência realizada na sexta-feira (10) em Imperatriz, a 626 km de São Luís, que a guarda provisória do bebê João Miguel, que foi abandonado dentro de uma caixa de papelão no cemitério da cidade Arame, a 476 km da capital, deve ficar com a família paterna dele.

O menino estava sob os cuidados da Casa da Criança em Imperatriz. O bebê foi encontrado último dia 2 de novembro de 2019, dentro de uma caixa de papelão, logo após o nascimento. A suspeita é que ele tenha sido deixado pela própria mãe.

Outras duas audiências devem ser realizadas, até que a Justiça decida quem vai ficar com a guarda definitiva de João Miguel.

Relembre o caso

João Miguel foi encontrado abandonado em uma caixa de papelão na manhã de sábado do dia 2 de novembro de 2019 dentro do cemitério de Arame.

Segundo a polícia, ele foi encontrado por uma mulher, identificada como Celina, que passava próximo ao local e ouviu o choro da criança.

Fonte: G1 Maranhão

Deixe seu comentário