Leilão do 5G no Brasil deve ocorrer no primeiro semestre de 2021

O presidente da Anatel, Leonardo Euler, disse que o leilão do 5G será o maior já feito

Foto: Divulgação/Ministério das Comunicações A informação foi divulgada pelo ministro na terça-feira (24)
A informação foi divulgada pelo ministro na terça-feira (24)

Segundo o Ministro das Comunicações, Fábio Faria, o leilão do 5G deve ser realizado ainda no primeiro semestre de 2021. A informação foi divulgada pelo ministro na terça-feira (24), após uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro.

"Eu queria que vocês soubessem que está muito bem adiantado, nós já estamos com relator escolhido, já fizemos todo o dever de casa por parte do ministério, da Anatel e do Governo. Agora, nós teremos os prazos que terão que ser cumpridos tanto na Anatel como no TCU (Tribunal de Contas da União)", afirmou Faria.

Na próxima semana, Faria deve viajar para Berna, na Suíça, para participar da 2ª sessão do Conselho de Administração da União Postal Universal. Durante a viagem, ele espera conhecer melhor como o 5G e como a rede está sendo pensada mundo afora.

Na mesma viagem, o ministro pretende passar por outros países da Europa. Já em 2021, ele deverá fazer uma viagem para a Ásia, a fim de descobrir como é o 5G por lá.

Maior leilão da história

O presidente da Anatel, Leonardo Euler, disse que o leilão do 5G será o maior já feito para uma radiofrequência na história do Brasil. "O Brasil ainda tem lacunas de infraestrutura de telecomunicações, seja na parte de acesso, seja na parte de transporte, e esse leilão é uma oportunidade singular de nós preenchermos essas lacunas”, acredita Euler.

Relator do 5G na Anatel, Baigorri elegeu o edital do leilão da banda como prioridade. "Nós, da Anatel, vamos fazer todas as medidas necessárias para cumprir as políticas públicas do Ministério. A previsão é de ter um edital aprovado na Anatel no começo do ano que vem, sendo que a sessão de lances deve acontecer ao final do primeiro semestre. Esse é o cronograma com que trabalhamos, e vamos persegui-lo apesar de todos os desafios que se colocam à nossa frente”, afirmou.

Fonte: com informações do Ministério das Comunicações

Deixe seu comentário