Mães de blogueiras mirins no Ceará denunciam ameaças de estupro recebidas por ligações telefônicas

Segundo uma das vítimas, elas receberam ligações na última sexta-feira (9), com ameaças direcionadas a elas e às filhas, que têm entre 5 e 10 anos.

Foto: Reprodução / Internet Mães de influenciadoras digitais denunciaram o caso na Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente, em Fortaleza
Mães de influenciadoras digitais denunciaram o caso na Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente, em Fortaleza

Pelo menos dez mulheres, mães de meninas que trabalham como modelos fotográficas (denominadas blogueiras mirins), denunciaram ameças de cunho sexual, direcionadas a elas e às crianças, sofridas, por meio de ligações telefônicas. Elas registraram um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca), na manhã desta segunda-feira (11).

As chamadas, que teriam sido feitas por um homem na última sexta-feira (9), de acordo com o relato de uma das vítimas, tinham o intuito de ameaçar mãe e filha, com uma fala assediadora e um discurso ligado ao ato de estupro contra as crianças, que têm idade entre 5 e 10 anos.

A mãe, que pediu para não ser identificada, acredita que o assediador tenha conseguido entrar em contato com as vítimas por meio de grupos de WhatsApp, nos quais elas divulgam o trabalho das filhas e, também, por meio de redes sociais como o Instagram.

A vítima relatou, ainda, que está muito abalada diante das ameaças sofridas e muito preocupada em relação à segurança da filha.

Na Dceca, as mães foram orientadas a procurarem o 10º Distrito Policial para que as investigações sobre o caso sejam iniciadas.

Fonte: G1 Ceará

Deixe seu comentário