Maia Filho participa de live com o Coren-PI sobre a Enfermagem na pandemia

O encontro discutiu o cenário de pandemia, a atuação dos enfermeiros e as melhorias para a categoria.
Por Redação Verdes Campos Sat 14 de Maio de 2021 às 12:22 - Atualizada em 12h27

Foto: Reprodução/ Internet Maia Filho participa de live com o Coren-PI sobre a Enfermagem na pandemia.
Maia Filho participa de live com o Coren-PI sobre a Enfermagem na pandemia.

Na última quarta-feira, dia 12, em comemoração ao Dia Internacional do Enfermeiro, o Superintendente de Representação do Piauí em Brasília, Maia Filho, realizou uma live com a Enfermeira Conselheira Secretária do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI), Elisangela Varonil. O encontro propiciou um excelente diálogo sobre os desafios da categoria, especialmente na pandemia, as condições de trabalho e o reconhecimento dos profissionais na assistência à sociedade.
 
Durante o bate-papo, a Conselheira Elisangela destacou de que forma os enfermeiros tem atuado neste momento de crise sanitária, estando desde o início na linha de frente. Sua fala também ressaltou a necessidade de investimentos para a área, uma vez que os profissionais necessitam de melhores condições de trabalho. “Existe uma luta grande da categoria por uma carga horária regulamentada. O nosso Governador sancionou hoje a lei que regulamenta o descansado digno do profissional. Isso é importante porque às vezes ficamos até 36 horas direto no hospital”, pontuou. 
 
O Superintendente Maia Filho ressaltou ser fundamental que os recursos destinados à área da saúde sejam realmente direcionados para melhorias no setor. Ele frisou que a remuneração e a carga horária são alguns dos aspectos que precisam ser revistos. “Os enfermeiros são indispensáveis para a sociedade. É uma classe que precisa ser valorizada. O Coren-PI, de forma organizada, deve sempre pautar as demandas, buscando apoio parlamentar”, reforça.
 
A pandemia exaltou ainda mais a importância dos enfermeiros. Com jornadas extensas e cuidados redobradas neste momento, a Conselheira Elisangela compartilha estar esperançosa para que as condições melhorem, já que há mais mobilização dos profissionais. “Gosto muito de dizer que quem tem o poder de servir e serve a si próprio, esse servir não serve para nada. Quem tem o poder, que é assembleia, deputados, por exemplo, podem fazer algo pela nossa categoria”, observa. 
 
Na oportunidade, Maia relembrou que atualmente não está no mandato como deputado, mas segue recebendo solicitações em prol de melhorias para a sociedade, se mantendo atento às demandas sociais (como dos profissionais de enfermagem) e fazendo os encaminhamentos que competem à sua atuação como representante.

Deixe seu comentário