Mbappé critica pior goleada sofrida pelo PSG no Francês neste século: "Jogamos como amadores"

Paris Saint-Germain perde mais uma chance de garantir o título francês de maneira antecipada com derrota por 5 a 1

Foto: Reprodução/Web Brasileiro Gabriel comemora diante de Mbappe em PSG x Lille
Brasileiro Gabriel comemora diante de Mbappe em PSG x Lille

O Paris Saint-Germain não só perdeu mais uma chance de garantir o título francês de maneira antecipada, mas também sofreu sua pior derrota no século no torneio nacional ao cair para o Lille no último domingo por 5 a 1. Afinal, a última vez que sofreu uma goleada dessas no torneio foi há 19 anos, muito antes de o dinheiro do Catar irrigar os cofres do clube. Foi em 2 de dezembro de 2000, na derrota por 5 a 1 para o Sedan.

- Ninguém diz que não podemos perder. Isso vai acontecer algumas vezes, mas não desta maneira. É um dos nossos grandes defeitos e precisamos corrigir isso. Jogamos como amadores e temos de nos recompor rápido, porque temos mais jogos pela frente - criticou Mbappé, em entrevista ao "Canal Plus".

Com a goleada, a disputa ainda fica aberta - ao menos, matematicamente. O Lille é o vice com 64 pontos e pode chegar a 82. O PSG segue com 81 e só verá o bicampeonato escapar em caso de desastre.

- É muito fácil dizer que não tivemos personalidade, como fez o Mbappé. Nós tivemos o controle do jogo, mas com 10 jogadores tornou-se difícil. Jogamos com jogadores que não estavam nas melhores condições e que nem deveriam ter entrado. Não é possível só ter 16 convocados. Ao contrário do que toda a gente pensa, este jogo mostrou aquilo de que somos feitos, mas para ganhar aqui eu preciso de mais qualidade - disse Thomas Tuchel.

A terceira chance de conquistar o título será na próxima quarta-feira, logo antes da rodada da Liga dos Campeões, em jogo atrasado contra o Nantes. O técnico do PSG continuou demonstrando sua insatisfação e disse que, diante dos inúmeros desfalques, até mesmo esse jogo está ameaçado.

- Olhando para as circunstâncias, até foi bom. E acho que nem vamos ganhar em Nantes. Talvez viajemos para lá só com 13 jogadores e eu vou dizer isto ao presidente. Sinto a falta do Lassana Diarra e do Adrien Rabiot e isso está claro.

Fonte: Globo Esporte

Deixe seu comentário