Novos conselheiros são eleitos para o CRA-PI

A chapa 2 foi eleita nessa quarta-feira (28), com 267 votos favoráveis.

Foto: Reprodução/ Ascom Novos conselheiros são eleitos para o CRA-PI.
Novos conselheiros são eleitos para o CRA-PI.

A Chapa 2 - Juntos por uma administração de parcerias e resultados – foi eleita nesta quarta-feira (28) com 267 votos favoráveis para composição oficial do Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI). A partir de 2021, os novos gestores têm a missão de contribuir para a valorização dos profissionais de administração do Estado e ampliar oportunidades para a categoria nos diversos segmentos de atuação.

A Chapa 2 é composta pelos administradores: Liberal Neto, Pedro Paulo, Geórgia Moura, Joseane Barbosa, Amparo Rodrigues e Rodrigo Salmito. Dentre as principais propostas estão a potencialização das ações nos demais municípios do Estado, criação da Câmara de Mediação e Arbitragem do CRA-PI e aumentar a fiscalização nas empresas quanto à legislação que regula as atividades no mercado.

O administrador de empresas, com habilitação em Marketing, Liberal Neto, agradece os votos recebidos e a confiança dos profissionais de administração do Estado.

“A Chapa 2 agradece a todos os profissionais de administração que participaram deste processo eleitoral, confiando e acreditando em nosso trabalho a ser exercido. Nosso trabalho começa com a força de todos os administradores do Piauí por mais ações, resultados e parcerias para nosso Conselho Regional de Administração do Piauí (CRA-PI) e toda a nossa categoria”, disse.

A administradora Joseane Barbosa, atual representante do CRA-PI em Floriano-PI, informa a importância da mulher na composição da Chapa 2.

“A nossa chapa é composta por três candidatos a conselheiros efetivos e três a suplentes. Ao pensarmos em construir essa chapa buscamos fazer total diferenciação. Somos uma chapa que tem 50% de mulheres em sua composição mostrando a força da mulher dentro da administração do Piauí, também é uma chapa que tem em sua composição metade de representantes de Teresina e metade de outras regiões. Isso porque acreditamos numa interiorização do Conselho”, comenta.

Deixe seu comentário