ONU pede investigação sobre o uso excessivo da força policial na Rússia

Michelle Bachelet pediu respeito à liberdade de expressão, ao direito à reunião pacífica e à participação nos assuntos públicos.

Foto: Reprodução \ Internet Policiais detêm participante de manifestação em Moscou em julho
Policiais detêm participante de manifestação em Moscou em julho

A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pediu nesta segunda-feira (9) uma investigação sobre o uso excessivo da força por parte da polícia russa na repressão das manifestações durante as semanas prévias às eleições locais.

"Apoio os pedidos do conselho presidencial para a abertura de investigações sobre as acusações de uso excessivo da força por parte da polícia e peço às autoridades que respeitem a liberdade de expressão, o direito à reunião pacífica e a participar nos assuntos públicos", declarou Bachelet no Conselho de Direitos Humanos em Genebra.

A Alta Comissária fez o pedido na abertura da 42ª sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, coincidindo com o revés sofrido pelo partido governista no domingo (8) nas eleições ao Parlamento local de Moscou, nas quais os candidatos apoiados pelo Kremlin perderam um terço de suas cadeiras, de acordo com resultados provisórios.

As eleições aconteceram depois de um verão de manifestações em Moscou, motivadas pela exclusão das candidaturas dos principais líderes da oposição.

"Estou preocupada com as várias detenções e pelas ações da polícia", declarou Bachelet, ao mencionar que 2.500 pessoas foram detidas nas manifestações de julho e agosto.

Fonte: G1

Deixe seu comentário