ONU veta discurso do Brasil na cúpula do clima, afirma jornal

Entre os países com discursos vetados na cúpula da ONU, estão os Estados Unidos, Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul

Foto: Foto: reprodução As Nações Unidas haviam pedido que os países enviassem um projeto para aumentar a ambição dos compromissos climáticos
As Nações Unidas haviam pedido que os países enviassem um projeto para aumentar a ambição dos compromissos climáticos

A ONU vetou o discurso do Brasil na Cúpula para Ação Climática das Nações Unidas, que ocorre na próxima segunda-feira (23/9), em Nova York. A informação é da Folha de S Paulo. 

Segundo uma fonte disse à reportagem, o veto ocorreu porque o Brasil não apresentou um plano para aumentar o compromisso com o clima. As Nações Unidas haviam pedido que os países enviassem um projeto para aumentar a ambição dos compromissos climáticos, já que o Acordo de Paris, assinado em 2015, não foi o suficiente para impedir o aumento da temperatura do planeta. Ao todo, 63 países devem proferir discurso na ONU, entre eles, França e Reino Unido. 

Entre os países com discursos vetados, estão os Estados Unidos, Arábia Saudita, Japão, Austrália e Coreia do Sul. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que não deverá participar da cúpula. O país deve ser representado por uma autoridade de alto escalão. 

O evento ocorre às vésperas da Assembleia-Geral da ONU, onde o presidente Jair Bolsonaro deve fazer um discurso de abertura. Para a reunião, a previsão é que a comitiva saia de Brasília às 8h da segunda-feira, e chegue em Nova York às 16h. 

No dia 24, antes do pronunciamento, haverá encontro do presidente Bolsonaro com António Guterres, secretário geral da ONU. Segundo o porta-voz, Otávio Rêgo Barros, não estão previstos outros encontros bilaterais. A viagem, no entanto, ainda depende de avaliação médica. 

Fonte: Correio Braziliense

Deixe seu comentário