PMPI recebe fuzis e coletes balísticos em solenidade

No evento, o Comandante da 10ª Região Militar, General Cunha Matos, conforme acordo de cooperação técnica, realizou o ato solene de cessão de 40 fuzis à PMPI, que irão equipar o policiamento do interi

Foto: Reprodução / Internet Armas cedidas pelo Exército à PMPI
Armas cedidas pelo Exército à PMPI

A Polícia Militar do Piauí, na manhã de ontem (11), realizou solenidade para o recebimento de fuzis e coletes balísticos no Quartel do Comando Geral.

No evento, o Comandante da 10ª Região Militar, General Cunha Matos, conforme acordo de cooperação técnica, realizou o ato solene de cessão de 40 fuzis à PMPI, que irão equipar o policiamento do interior do Estado. “Representam uma ferramenta a mais à disposição da Polícia Militar, que é o resultado de um trabalho construído ao longo do ano passado, e nós ficamos felizes em poder contribuir, colaborar com a Polícia Militar ao dar essas ferramentas. Os equipamentos foram manutenidos pelo Exército Brasileiro, retirados da nossa reserva regional de armamentos, e foram repassados hoje”, informou o General.

De acordo com o Comandante Geral da PMPI, Coronel Lindomar, os policiais militares precisam de ferramentas tanto para proteção pessoal quanto para o aprimoramento das ações. “Em boa hora, recebemos, em parceria com o Exército Brasileiro, 40 fuzis 7.62, que nós estamos destinando aos Batalhões de área do sul do Estado: Floriano, Uruçuí, Bom Jesus e Corrente. Equipando melhor nosso policiamento com arma, com viatura e com colete, com certeza esses policiais vão ter um melhor poder de presença”, completou o Comandante Geral.

Na mesma solenidade, 1.666 coletes balísticos, modelo tático ostensivo (NÍVEL III-A, femininos e masculinos), foram entregues à PMPI pelo Secretário de Governo Merlong Solano, que estava representando o Governo do Estado, para a utilização em diversos Batalhões da capital e do interior.

Segundo o Secretário de Segurança Pública, Coronel Rubens, que esteve no evento, esse material será utilizado para fazer frente, principalmente, a ações criminosas, de acordo com termo de cooperação firmado com todos os estados do nordeste. “Além da atuação da Polícia Militar e da Polícia Civil, nós precisamos de equipamentos necessários para melhorar essas condições de trabalho dos policiais. O Exército Brasileiro, através de um acordo de cooperação, e agradecemos por isso, está fornecendo esse material, que vai exatamente para locais estratégicos do Estado do Piauí, para fazer frente em ações de repressão qualificadas a assaltos a bancos e a quadrilhas. Isso fortalece e melhora as condições de trabalho e a valorização do profissional, aquele, principalmente, que está distante do centro do estado. Nós temos que instrumentalizar os nossos policiais, principalmente aqueles que estão nas divisas”, completou o Secretário.

Deixe seu comentário