Poder público suspende rodízio de carros em Teresina

Decisão de suspender o rodízio foi tomada para evitar problemas no funcionamento dos hospitais.

Foto: Reprodução/Internet Rodízio estava previsto para começar nesta terça-feira (02)
Rodízio estava previsto para começar nesta terça-feira (02)

O prefeito de Teresina, Firmino Filho, afirmou nesta segunda-feira (01), em entrevista à TV Clube, que o rodízio de veículos proposto para começar na terça-feira (02), está suspenso. Segundo o gestor, a ideia era limitar a circulação de carros no Centro da cidade. Porém, depois de ouvir uma equipe da saúde sobre a possibilidade da ideia trazer prejuízos ao funcionamento de hospitais da cidade, ele decidiu recuar sobre a medida.

No sábado (30), o prefeito Firmino Filho, já havia anunciado no Twitter que o rodízio dos veículos seria feito em uma região delimitada pela Avenida Miguel Rosa, Joaquim Ribeiro e Maranhão, onde fica localizado o centro comercial de Teresina.

“Nós estávamos há algumas semanas especulando a alternativa de adotar o rodízio no Centro da cidade de Teresina. Basicamente, é uma atitude que buscar frear a circulação de pessoas e, na sequência, a de pessoas. Comentou Firmino Filho.

Ele explica que a decisão de suspender o rodízio foi tomada para evitar problemas no funcionamento dos hospitais, principalmente os que estão no enfrentamento da crise gerada pela Covid-19. “Essa atitude poderia impactar negativamente o funcionamento de hospitais atuais".

Rodízio

A ideia de restringir a circulação de carros ocorreu após as autoridades municipais terem notado um fluxo de trânsito anormal, mesmos com os decretos de fechamento de serviços não essenciais.

O decreto seria assinado nesta segunda-feira. Nas segundas, quartas e sextas, poderão circular apenas veículos com final de placa com número par (0,2,4,6 e 8). Já nas terças, quintas e sábados só será permitido o tráfego de veículos com placa de terminação ímpar (1, 3, 5, 7 e 9). 

Deixe seu comentário