"Política é qualquer assunto relacionado a nossa cidade", diz idealizador do "Somos Todos Políticos"

Marcos Lira, idealizador do projeto "Somos Todos Políticos"

Em entrevista ao Jornal Verdes Campos 2ª Edição, o idealizador do projeto “Somos Todos Políticos”, Marcos Lira, apresentou um pouco do projeto, que é realizado em escolas públicas e particulares de Teresina com o intuito de desenvolver o espírito de liderança nos jovens piauienses.



O projeto está em desenvolvimento há um ano e já atendeu mais de 2 mil pessoas com idades de 16 a 60 anos. Para Marcos Lira, o projeto trouxe bons resultados. “A gente já tem um ano trabalhando nesse projeto, já atendemos mais de duas mil pessoas, que pessoalmente, já participaram de apresentações. Embora falar de política seja difícil, o resultado tem sido impressionante, tanto é que no final de cada apresentação a gente consegue que o público grite “Somos todos Políticos”, por que eles passam a entender que o papel deles não pode ser de negligência”, comenta.



Imagem: Mislayne GuimarãesMarcos Lira, idealizador do projeto Marcos Lira, idealizador do projeto "Somos Todos Políticos"



Marcos Lira criticou o processo de compra de votos, que ainda hoje predomina no interior do Estado. “O representante tem a sua responsabilidade. Se sabemos que isso para trás está errado, então por que continuamos fazendo? Porquê que hoje você tem candidatos a prefeito com boas ideias e que não conseguem ter acesso as comunidades? Por que ele não tem dinheiro.

As pessoas acham que aquela ajuda que sai do bolso do candidato para ela, ela pensa que o dinheiro não volta. E ela pensa que o dinheiro sai de onde? O dinheiro sai do bolso dela, e volta mais caro. Essa é a concepção que a gente tem nos interiores, de que o candidato só entra na casa de fulano e de beltrano, se tiver dinheiro, o tal do voto do cabresto, e isso é uma ignorância”, critica.



Lira ressalta o papel dos jovens como formadores de opinião e com poder sobre a mídia. “Nós temos hoje, faculdades de ensino superior espalhados por todo o Piauí. Hoje os jovens são os verdadeiros formadores de opinião, são eles que usam as redes sociais, eles é que pautam a imprensa. Então nossos jovens têm plenas condições de estar trabalhando a política de uma maneira diferente e estar se inserindo na política. Trabalhando a política não é do topo de Brasília, é da comunidade, de ter consciência de levar e dar prioridade ao conhecimento de todos. Que essas pessoas se juntem e trabalhem pelo verdadeiro bem comum. Queremos que esses jovens assumam um protagonismo, que é o papel deles”, ressalta.



Para Lira política é todo e qualquer assunto relacionado ao ambiente comum e de todos, como a cidade de Teresina. “Política é todo e qualquer assunto relacionado a nossa cidade. Então se a pessoa que diz que não gosta de política, ela sem saber, acaba por dizer que não gosta da cidade, que ela não gosta dos assuntos relacionados a cidade. E se estamos insatisfeitos com aqueles que estão aí, a gente precisa parar de querer a atenção somente para a nossa causa. Temos que olhar para a causa dos outros”, comenta.



Para Marcos Lira, o processo de escolha de um partido não depende da Sigla, para ele o que faz a diferença são as pessoas. “O partido A é bom e o partido B é ruim? O partido nada mais é do que uma folha de papel. O partido não tem vontade própria. Quem determina a atuação dos partidos são as pessoas que estão lá dentro. Então eu digo com convicção, as pessoas que mais reclamam não dão um passo para estarem dentro dos partidos. Independente da sua corrente, se é da esquerda ou da direita, você tem que estar envolvido com a sua associação de bairro, com o seu partido”, finaliza.



Para saber mais sobre o projeto “Somos Todos Políticos”, visite a sede na Rua Gardênia 726, Galeria 726, Sala 06, pelo telefone (86) 988488686 ou pelo Facebook.

Deixe seu comentário