Prefeito de Teresina se reúne com representantes do Governo Federal

O gestor público viajou para a capital do país, Brasília, na terça-feira (04).

Foto: Reprodução/PMT Prefeito assina contrato com representantes do Governo Federal
Prefeito assina contrato com representantes do Governo Federal

Nesta quarta-feira, 05, prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), se reuniu com representantes do Governo Federal, Câmara dos Deputados, Senado e outras entidades federativas. O gestor público viajou para a capital do país, Brasília, na terça-feira (04). 

Durante a viagem de negócios, o prefeito fechou diversos contratos, entre eles estão - um projeto de drenagem e um Projeto de Lei para os transportes públicos da cidade. 

Drenagem 

O projeto de drenagem é uma parceria com o Fundo Federal de Estruturação de Projetos (FEP), Programa de Parcerias e Investimentos do Governo Federal e Caixa Econômica Federal. A ideia é que sejam investidos cerca de R$ 3,8 milhões de reais para a realização de estudos e obras em um prazo de até 35 anos. 

O plano prevê que os estudos sejam concluídos em 2021, permitindo que a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) realize a licitação para a contratação do parceiro privado que irá executar as obras.

Segundo o prefeito de Teresina, esse serviço exige que sejam feitos muitos investimentos. “Obras nessa área demandam um investimento muito grande e teríamos dificuldade de executar com recursos próprios. Agora, nossa cidade foi contemplada com esse projeto piloto no país na área de drenagem pluvial”, destacou o prefeito Firmino Filho.

Transportes públicos

Foto: Reprodução/PMTFirmino Filho participa de audiência em Brasília
Firmino Filho busca apoio com Maia

O Projeto de Lei (PL) para transportes públicos é uma parceria com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. A ideia é que o PL sirva de substituto do Projeto de Lei 3364/2020, que trata sobre programa emergencial para o transporte coletivo e prevê a partilha de recursos entre estados e municípios para a área de mobilidade urbana.

“Defendemos junto ao presidente da Câmara de Deputados que o Projeto de Lei atinja municípios com mais de 200 mil habitantes e não apenas para as cidades com mais de 300 mil, como está no projeto atual. Além disso, apresentamos também critérios de distribuição mais justa dos recursos”, explicou Firmino.

Deixe seu comentário