Presidente do River pede afastamento do clube para disputar eleições

A saída de Genivaldo do cargo de presidente, será temporária por conta da legislação eleitoral.

Foto: Cidade Verde O empresário pretende disputar uma vaga na Câmara Municipal de Teresina, nas eleições previstas para outubro.
O empresário pretende disputar uma vaga na Câmara Municipal de Teresina, nas eleições previstas para outubro.

O time de futebol piauiense, River Atlético Clube, divulgou na manhã desta segunda-feira (06), uma nota que informa o afastamento de Genivaldo Campelo da Silva do cargo de presidente do River.

Genivaldo Campelo, havia sido eleito a presidência do clube em novembro de 2017. O pedido de afastamento temporário do cargo foi feito no último sábado, 4 de abril.

O afastamento solicitado do presidente se dará pelo período de 4 de abril a 5 de outubro. De acordo com a diretoria do clube, quem assumirá o posto como novo presidente, será o vice-presidente Júlio Arcoverde.

A saída de Genivaldo do cargo de presidente, será temporária por conta da legislação eleitoral. O empresário pretende disputar uma vaga na Câmara Municipal de Teresina, nas eleições previstas para outubro. Por esse motivo ele precisava se licenciar da diretoria do clube. 

Filiado ao PT, Genivaldo Campelo disputou a eleição para prefeito de Francinópolis, em 2012, e terminou na terceira posição. Em 2016, foi eleito como vice-prefeito na chapa encabeçada por Paulo César (PSB). 

Durante o afastamento de Genivaldo Campelo, o deputado estadual Júlio Arcoverde (Progressistas), vice-presidente do River, assume o comando do Galo. 

Genivaldo Campelo retorna ao River após as eleições de outubro. O mandato dele no clube termina em novembro de 2020. 

Deixe seu comentário