Presidente sudanês deposto é acusado por morte de manifestantes

As acusações contra Bashir resultaram da investigação sobre a morte de um médico durante os protestos na capital.

Foto: Reprodução / Internet O presidente sudanês Omar al Bashir, deposto do governo, fala no parlamento de seu país em 1º de abril de 2019, em Cartum
O presidente sudanês Omar al Bashir, deposto do governo, fala no parlamento de seu país em 1º de abril de 2019, em Cartum

O presidente sudanês deposto, Omar al Bashir, foi formalmente acusado de matar manifestantes durante protestos contra seu regime, informou nesta segunda-feira o Ministério Público.

"Omar al Bashir e outros foram acusados de incitar e participar do assassinato de manifestantes", segundo uma declaração do promotor.

As acusações contra Bashir resultaram da investigação sobre a morte de um médico durante os protestos na capital.

"O procurador-geral recomendou acelerar a investigação sobre a morte dos manifestantes", acrescentou o comunicado.

Em 11 de abril, após meses de protestos, o exército forçou Al Bashir a deixar o poder depois de quase três décadas conduziando a política com mão de ferro.

Fonte: MSN

Deixe seu comentário