Em Teresina, detentos fogem através de buraco feito em cela

Ao todo sete presos fugiram da penitenciaria e até o momento nenhum deles foi recapturado

Foto: Catarina Costa/G1 PI A fuga aconteceu na tarde de segunda-feira (23).
A fuga aconteceu na tarde de segunda-feira (23).

Cerca de sete detentos da Penitenciária Regional Irmão Guido, zona rural de Teresina, fugiram através de um buraco cavado em uma das celas da unidade. O caso ocorreu na tarde de segunda-feira (23).

Durante a fuga, os bandidos cavaram a parede superior do Pavilhão C e pularam o muro. No domingo (22), os presos já haviam tentado fugir da penitenciária. 

Segundo o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Kleiton Holanda, durante a vistoria, os guardas viram os presos serrando a grade do Pavilhão B. Os guardas impediram a ação isolando os presos e a barra de ferro da cadeia.

Em seguida foram transferidos para a sela do Pavilhão C, mas por volta das 14:30 do domingo, os presos cavaram um buraco na parede superior da prisão. Na fuga os bandidos pularam o muro da unidade, entrando em um matagal no entorno da penitenciária. 

Ao todo sete presos que fugiram e até o momento nenhum deles foi recapturado. A Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informou que equipes de segurança do Estado estão em diligência para localizar todos os detentos.

Ainda segundo Kleiton Holanda, não há registro de suspeitos com a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O presidente informou que o problema atual são os casos de tuberculose que precisam de uma solução por parte da Secretaria de Justiça.

Deixe seu comentário