Profissionalizar Mulher oferta 200 vagas em cursos gratuitos

Começam nesta segunda-feira (3) as inscrições para cursos de capacitação ofertados pela Fundação Wall Ferraz, através do Profissionalizar Mulher.

Foto: Reprodução / Internet Profissionalizar Mulher oferta 200 vagas em cursos gratuitos
Profissionalizar Mulher oferta 200 vagas em cursos gratuitos

As mulheres teresinenses terão mais uma boa oportunidade de qualificação profissional. Começam nesta segunda-feira (3) as inscrições para cursos de capacitação ofertados pela Fundação Wall Ferraz, através do Profissionalizar Mulher. As inscrições serão realizadas nos Centros de Capacitação dos bairros Dirceu, Vermelha e Leonel Brizola e na sede da administração do Parque Lagoas do Norte. Os cursos e oficinas ofertados ao público em geral contemplam as áreas de Artesanato, Eletrônica, Infraestrutura e Mídias digitais. São eles: Arte muralista, Conserto e manutenção de celular, Marketing em Mídias Sociais e Pintora predial.

O programa, realizado pela Fundação Wall Ferraz, em parceria com a Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM), tem como objetivo promover autonomia produtiva e financeira das mulheres.

A nova etapa do Profissionalizar Mulher também destina vagas para mulheres em situação de vulnerabilidade e risco social, atendidas pela rede de enfrentamento à violência em Teresina. Para esse público específico, os cursos e oficinas ofertados serão Manicure, Depilação, Confecção de bolsa artesanal, confecção de bonecas, Decoração com balões e Doces e trufas. Os cursos serão realizados nas sedes do Amor de Tia Sudeste e Norte, Centro de Referência Esperança Garcia e CEU Sul.

“Queremos oferecer para as mulheres teresinenses oportunidades de crescimento pessoal e profissional. E mais ainda, fazer com que elas vejam sua importância em nossa sociedade, que saibam das suas capacidades, dos seus direitos. Com os cursos de profissionalização elas vão ter a chance de aprender uma profissão, se inserir no mercado de trabalho formal ou mesmo desenvolver atividades autônomas”, pontua o presidente da fundação Wall Ferraz, Scheyvan Lima.

Além da qualificação profissional ofertada pela Fundação Wall Ferraz, as mulheres atendidas pelo programa vão participar de rodas de diálogo sobre gênero e empoderamento feminino desenvolvidas pela Secretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM).

“Com essa parceria com a Fundação Wall Ferraz, a SMPM acredita que a capacitação e o desenvolvimento pessoal e profissional proporcionado a estas mulheres possibilite a elevação do empreendedorismo feminino em nossa capital. Esperamos, com a oferta desses cursos, que todas as mulheres participantes sintam-se capazes e fortalecidas, confiantes de que podem fazer as melhores escolhas para as suas profissões”, explica a gerente de enfrentamento à violência da SMPM, Lidiane Oliveira.

“Eu fiz o curso de Pedreira através do Profissionalizar Mulher e hoje faço serviços na vizinhança. O ruim é que ainda existe muito preconceito e muitas pessoas acreditam que não vamos dar conta porque é uma profissão que sempre foi vista como masculina. Mas a gente vai garantindo nosso espaço pouco a pouco. Eu mesma fiz o muro da minha casa e reboquei as paredes. Com mais essa oportunidade, muitas outras mulheres vão poder se qualificar e aprender uma profissão”, conta Jane Silva, ex-aluna da Fundação Wall Ferraz.

O Projeto Profissionalizar Mulher é desenvolvido pela Fundação Wall Ferraz e Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres (SMPM). Na primeira fase do programa, de 2013 a 2015, mais de mil mulheres foram qualificadas em diversas áreas, incluindo algumas tidas como exclusivas do universo masculino, como é o caso da Construção Civil. Em 2018, mais 125 vagas foram ofertadas contribuindo para a qualificação e autonomia produtiva das mulheres teresinenses.

Para ter acesso a informações de novos cursos, projetos e oportunidades de emprego, basta acessar o site da Fundação Wall Ferraz na internet [fwf.teresina.pi.gov.br] e as redes sociais. A FWF está localizada na Rua Coelho Rodrigues, número 900, na Praça da Bandeira, Centro de Teresina.

Fonte: Prefeitura de Teresina

Deixe seu comentário