Protestos em Hong Kong contra lei de extradição deixam feridos

Polícia lançou bombas de gás lacrimogêneo para afastar manifestantes de prédios do governo nesta quarta (12). Apesar dos protestos, votação da lei deve ocorrer na próxima semana; entenda o que diz o texto.

Foto: Reprodução (Internet) Policiais e manifestantes entraram em confronto nesta quarta-feira (12) em Hong Kong
Policiais e manifestantes entraram em confronto nesta quarta-feira (12) em Hong Kong

Milhares de manifestantes bloquearam nesta quarta-feira (12) as duas principais avenidas do centro de Hong Kong, em mais um protesto contra a lei que autoriza que pessoas sejam extraditadas para a China continental para serem julgadas.

A polícia lançou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes. Segundo a imprensa local, até o final da tarde, 22 pessoas feridas tinham sido levadas aos hospitais da cidade.

Os opositores ao texto, que incluem juízes de Hong Kong e advogados vindos da China continental que trabalham na cidade, alegam que não é possível acreditar que o sistema judicial de Pequim atenda a critérios básicos de justiça.

Donos de mais de 100 empresas se mobilizaram nas redes sociais, sob a hashtag que pode ser traduzida como "#greve1206", para anunciar que suas lojas fechariam portas nesta quarta-feira (12) para permitir que seus funcionários fossem aos protestos — iniciativa que não é comum em Hong Kong.

Além disso, mais de 1,6 mil funcionários de companhias aéreas pediram, em um abaixo-assinado, a seu sindicato que entre em greve. Um sindicato de motoristas de ônibus convidou seus membros a dirigirem lentamente nesta quarta, para mostrar apoio aos manifestantes.

Professores, enfermeiros e assistentes sociais também expressaram disposição em interromper o trabalho.

Apesar dos protestos, a votação do projeto no Parlamento, que deveria ocorrer nesta quarta (12), pode acontecer no dia 20 de junho, anunciou Andrew Leung, presidente do Legislativo, segundo o jornal americano "The New York Times".

Fonte: G1

Deixe seu comentário