Se você não pegar os R$ 998 do FGTS até 31/3, o dinheiro volta para o fundo

Trabalhadores que tinham até R$ 998 na conta, até dia 24 de julho de 2019, podem fazer o saque total dessa quantia

Foto: Reprodução Baixe o app e saiba tudo sobre o saque do seu FGTS
Baixe o app e saiba tudo sobre o saque do seu FGTS

Ao invés de sacar R$ 500 por conta do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), agora, por meio de Medida Provisória (MP) que se tornou lei ao ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, os trabalhadores poderão resgatar até R$ 998 do fundo, referente ao valor do salário mínimo anterior.

Dessa forma, pela nova regra, os trabalhadores que tinham até R$ 998 na conta, até dia 24 de julho de 2019, podem fazer o saque total dessa quantia. Mas, quem tinha mais do que isso, na mesma data, continua como saque limite de até R$ 500.

Ainda, quem já fez o resgate de R$ 500 durante vigência da regra antiga do FGTS, pode sacar mais R$ 498 para complementar o valor do salário mínimo. Porém, quem já fez o saque de R$ 500 e tinha mais do que R$ 998 na conta, em 24 de julho, não pode fazer mais nenhum resgate de dinheiro do fundo de garantia.

Até quando posso sacar o FGTS?

Os recursos do saque imediato do FGTS ficarão disponíveis até dia 31 de março de 2020. Após isso, se não houver o resgate do dinheiro, o benefício volta para conta do trabalhador sem nenhuma perda para este.

Quem tem poupança na Caixa Econômica Federal e não deseja receber o FGTS, deve solicitar o “desfazimento” da operação ao banco, pois o dinheiro caiu automaticamente na conta.

Como saber se tenho direito de receber o FGTS?

Se você quiser consultar os valores a que tem direito, antes de ir até uma agência da Caixa, acesse o extrato do FGTS disponibilizado na página fgts.caixa.gov.br. Para consultar é necessário digitar o número do CPF, data de nascimento e a senha para verificar extrato.

Caso não tenha senha ou tenha esquecido, é preciso cadastrar uma nova. Para isso tenha em mãos o Número de Identificação Social (NIS), que pode ser encontrado na Carteira de Trabalho ou no Cartão Cidadão.

Além do site, a consulta pode ser feita também pelo aplicativo FGTS, disponível para smartphones dos sistemas Android, iOS e em computadores com sistema Windows.

Fonte: Edital Concursos

Deixe seu comentário