Senado dos EUA aprova nova chefe da diplomacia

Kimberly Breier será 1ª indicada por Trump a assumir secretaria para Hemisfério Ocidental

Foto: Reprodução/Internet Senado dos EUA aprova nova chefe da diplomacia
Senado dos EUA aprova nova chefe da diplomacia

O Senado dos EUA aprovou nesta sexta-feira (12) o nome de Kimberly Breier como secretária-adjunta de Estado para o Hemisfério Ocidental, divisão da diplomacia americana de relações com a América Latina, o Caribe e o Canadá.

Integrante do planejamento de política diplomática no Hemisfério Ocidental, foi diretora de Iniciativas Futuras entre EUA e México e vice-diretora do Programa de Américas do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS).

Breier havia sido indicada pelo presidente americano, Donald Trump, em março, mas entrou na fila de confirmações de cargos. Na sabatina no Senado, em junho, ela defendeu o endurecimento em relação a Cuba e Venezuela.

"Esta crise feita pelo homem é o resultado de um grupo pequeno de pessoas dominando uma nação que um dia foi próspera e destruindo-a", disse a indicada, em referência ao regime do ditador Nicolás Maduro.

Ela também defendeu a política em relação ao México, mas demonstrou desconhecimento sobre o vencimento dos visas de proteção temporária a países que passaram por tragédias, como Honduras, El Salvador e Haiti.

A nova secretária será a primeira a ser indicada por Trump desde o início do mandato, em janeiro de 2017. O cargo era ocupado pelo interino Francisco Palmieri, substituto de Roberta Jacobson, indicada por Barack Obama.

Deixe seu comentário