Teresina registra aumento de 49,1% de isolamento durante feriado

Apesar do aumento nos indicadores, os números ainda estão abaixo dos 73% recomendados pelas organizações de saúde para serem considerados satisfatórios no combate ao novo coronavirus.

Foto: PMT Aumento na taxa de isolamento social na capital piauiense
Aumento na taxa de isolamento social na capital piauiense

De acordo com os dados do sistema de monitoramento, o InLoco, a capital do Piauí, Teresina, registrou na última sexta-feira (22), uma alta no índice de isolamento social, ou seja, uma pequena parcela da população teresinense saiu da casa, durante o feriado antecipado. Sendo assim, a capital registrou alta 49,1%. O aumento no número de pessoas que ficaram em casa pode ser atribuído ao feriado de Nossa Senhora da Conceição, que foi antecipado para a sexta-feira, pelo poder público municipal.

Se observados os gráficos gerados pela startup recifense InLoco, que realiza diariamente o monitoramento por georeferenciamento do isolamento social em Teresina, desde o início da pandemia, ainda no mês de março, fica claro que o percentual de pessoas que fica em casa é maior durante domingos e feriados.

Com base nos dados gerados, é possível saber quais zonas e bairros da capital registram maiores taxas de isolamento. Na zona centro-norte da cidade, 49,32% das pessoas ficaram em casa; na quinta-feira esse percentual era de apenas 44,44%. Já na zona leste de Teresina, 49,19% respeitaram o isolamento social no feriado de sexta-feira; na quinta, esse número chegou a apenas 45,67%. Já na zona sul, na sexta-feira, o isolamento social alcançou o percentual de 48,33%; na quinta-feira esse índice foi de apenas 42,72%. A região que menos respeitou as determinações para ficar em casa, no feriado, foi a zona sudeste, que registrou um índice de 46,43%; mas ainda foi superior ao que se observou na quinta-feira, quando apenas 43,25% da sua população ficou em casa.

O monitoramento também mostra o índice de isolamento social por bairros da cidade e, na sexta-feira, o que mais respeitou as determinações para ficar em casa foi o bairro Aeroporto (60,6%), seguido do Mafuá (57,50%), Noivos (55,40%), Cabral (55,30%) e Centro (55,13%). Para se ter uma ideia, na quinta-feira, o bairro Mocambinho havia ficado no topo desta tabela com um percentual de apenas (46,13%).

Já os bairros que menos respeitaram o isolamento social em Teresina, na sexta-feira, foram o Parque Jacinta (36%), Alegre (39,80%), Embrapa (39,90%), Memorare (43,20%) e a região da Frei Serafim (43,20%).

Apesar do aumento nos indicadores, os números ainda estão abaixo dos 73% recomendados pelas organizações de saúde para serem considerados satisfatórios no combate ao novo coronavirus. Várias medidas já foram adotadas pelo poder público para incentivar as pessoas a permanecerem em casa, mas novas medidas ainda podem ser anunciadas. O isolamento social é uma das alternativas adotadas para evitar uma contaminação e propagação em massa que viria a sobrecarregar o sistema de saúde, que já opera com mais de 70% das UTIs ocupadas.

Fonte: PMT

Deixe seu comentário