Teresina tem 1.626 casos e 47 mortes de pessoas com Covid-19

O rápido aumento de casos por Covid-19 preocupa as equipes de saúde e poderes públicos.

Foto: Foto: Getty Images via BBC Imagens do coronavírus (Covid-19).
Imagens do coronavírus (Covid-19).

De acordo com o boletim epidemiológico de Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (22), pela Fundação Municipal de Saúde (FMS) e pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), apontou o registro de um óbito e 49 novos casos de Covid-19 em Teresina, nas últimas 24 horas. Com isso, a capital totaliza 47 mortes e 1.626 pessoas infectadas com o novo Coronavírus.

O óbito registrado foi de uma mulher de 92 anos, com Alzheimer, residente na zona Leste e que estava internada em hospital da rede particular.

Na sexta-feira (22), o índice de isolamento social em Teresina ficou em 49,1%, de acordo com o levantamento realizado pela startup recifense InLoco. O percentual mínimo necessário para diminuir a disseminação do novo coronavírus é 73%, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os dados mostram ainda que Teresina registrou 366 novos casos de Covid-19 no período de 17 a 22 de maio. No domingo, a capital registrava 1.260 casos confirmados da doença. Na sexta (22), o número era de 1.626 pessoas infectadas com o novo coronavírus, um acréscimo de 29,04%. No mesmo período, as mortes por Covid-19 passaram de 39 para 47, ou seja, 20,51% de aumento de domingo a sexta-feira.

O rápido aumento de casos por Covid-19 preocupa as equipes de saúde e poderes públicos, “casos seguem em ritmo acelerado de crescimento, ao mesmo tempo em que o teresinense relaxa em relação às medidas de distanciamento social. Mesmo o poder público fazendo todo o esforço para que a população perceba a necessidade de ampliar o distanciamento, com a antecipação de feriados e outras medidas, ainda há uma falsa sensação de segurança. É preciso criarmos a consciência de que cada um precisa fazer a sua parte, restringir ao máximo as saídas de casa e aumentar as medidas preventivas. O vírus está se espalhando muito rapidamente”, alerta Wesllany Santana, do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE), da Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

Fonte: PMT

Deixe seu comentário