Teresina terá 'lockdown parcial' em dois finais de semana

As datas previstas para ocorrer o ‘lockdown parcial’ são:  15, 16, 22 e 23 de agosto.

Foto: Rômulo Piauilino Medida foi tomada durante uma reunião da prefeitura com o COE
Medida foi tomada durante uma reunião da prefeitura com o COE

A Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e o Centro de Operações de Emergência (COE), decidiram impor ‘lockdown parcial’ nos próximos dois finais de semanas do mês de agosto. A decisão foi tomada na manhã de hoje, 13 de julho, após uma reunião com o COE. De acordo com os órgãos públicos, o motivo é devido ao aumento de atendimentos relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) nas últimas duas semanas. De acordo com a PMT, o aumento registrado foi de 11,8%.

Sendo assim, as datas previstas para ocorrer o ‘lockdown parcial’ são:  15, 16, 22 e 23 de agosto. Segundo o prefeito de Teresina, Firmino Filho, mesmo com a nova decisão, a fase de reabertura das atividades econômicas vão continuar como estão previstas. “Vamos continuar monitorando o processo de retomada das atividades econômicas na cidade para que possamos adotar as medidas certas”.

É permitido funcionar aos sábados e domingos às seguintes atividades econômicas: 

-farmácias e drogarias; 

-serviços de saúde; 

-serviços de segurança e vigilância; 

-serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta, água e gás de cozinha; 

-órgãos e profissionais de comunicação; 

-serviços e rituais religiosos; 

-situações comprovadas de urgências e emergências.

De acordo com a PMT, o funcionamento e operação das atividades da base de combustível (terminal) e das atividades de distribuição de combustíveis, estão permitidos. Já os postos e revendedores de combustíveis estão autorizados a abrir no horário das 7h às 24h na sextas-feiras (14 e 21 de agosto).

Com relação à celebração do aniversário de Teresina, neste domingo (16), a prefeitura informou que apenas os eventos virtuais estão autorizados a funcionar. 

Punições

De acordo com a PMT, o descumprimento das restrições, por qualquer estabelecimento, serviço e atividade que esteja em funcionamento ou que não esteja permitido funcionar, resultará na aplicação de multas, intervenção total da atividade e cassação de alvará de localização e funcionamento.

Deixe seu comentário