THE: Ato contra reforma da Previdência e cortes na educação lota ruas

Os atos iniciaram às 8h simultaneamente na Praça da Bandeira, em frente ao prédio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e em frente ao Liceu Piauiense, todos no Centro de Teresina.

Foto: Reprodução \ Internet Manifestantes se reúnem entre a Praça da Bandeira e o prédio do INSS
Manifestantes se reúnem entre a Praça da Bandeira e o prédio do INSS

Manifestantes protestaram das 8h às 11h30 desta terça-feira (13), no Centro de Teresina, contra a proposta de reforma da previdência e contra cortes do governo federal em áreas como saúde e educação. Três atos iniciaram simultaneamente na Praça da Bandeira; em frente ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e em frente ao colégio Liceu Piauiense. O ato foi encerrado na Praça da Liberdade.

Agostinho Coe, secretário geral da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí (Adufpi), disse que o movimento foi muito significativo, indicando que professores, estudantes e demais trabalhadores entendem a importância da luta pela educação.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte), Paulina Almeida, disse que o movimento é importante porque mostra para a sociedade a relevância da luta unificada contra os "desmontes" do governo. 

Foto: Reprodução InternetManifestantes fazem ato em Teresina contra a reforma da previdência e cortes na educação
Manifestantes fazem ato em Teresina contra a reforma da previdência e cortes na educação

Desde o início os grupos estavam reunidos com cartazes, bandeiras e carros de som. Os manifestantes estavam inicialmente divididos em três grupos: um deles na Praça da Bandeira, formado por professores e alunos da rede municipal de ensino e o ato foi convocado pelo Sindicato dos(as) Servidores(as) Públicos(as) Municipais de Teresina (Sindserm).

O segundo grupo estava em frente ao prédio do INSS, ao lado da Praça da Bandeira, e era formado por manifestantes convocados por entidades estudantis, incluindo alunos e professores do ensino superior, principalmente da Universidade Federal do Piauí.

Já o terceiro grupo era formado por professores e alunos da rede estadual, que estavam em frente ao colégio Liceu Piauiense, com ato convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Piauí (Sinte-PI). O grupo saiu em caminhada pelo Centro em direção à Praça da Bandeira por volta das 9h.

Às 09h10, os manifestantes da rede municipal interditaram pela primeira vez a Rua Areolino de Abreu, localizada no centro da capital, entre a Praça da Bandeira e o prédio do INSS. Quando o engarrafamento aumentava muito no local, o grupo liberava a passagem de veículos, mantendo os ônibus parados.

Os ônibus, à medida que chegavam ao Centro, ficavam parados devido à manifestação. Por isso, apenas os coletivos que fazem rota pelo Centro estão deixando de circular em Teresina.

Foto: Reprodução InternetManifestantes fazem ato em Teresina contra a reforma da previdência e cortes na educação
Manifestantes fazem ato em Teresina contra a reforma da previdência e cortes na educação

Por volta de 9h40, os manifestantes que estavam diante do prédio do INSS se uniram aos que estavam na Praça da Bandeira e seguiram para a frente da Prefeitura de Teresina.

Às 10h15, o grupo seguiu pela rua Álvaro Mendes, no cruzamento com a rua Rui Barbosa e até 10h20, permanecia na rua Álvaro Mendes, fechando a via. Às 10h35, o grupo chegou ao Palácio de Karnak, sede do executivo estadual.

Por volta das 11h, os manifestantes chegaram à Avenida Frei Serafim, uma das mais importantes da cidade, mas em seguida contornaram a Igreja São Benedito e se concentraram na Praça da Liberdade. Às 11h20, o grupo dispersou e o protesto foi encerrado.

Fonte: Redação

Deixe seu comentário