Torcedor é agredido com barras de ferro e pauladas ao voltar de jogo e morre dois dias depois

Othoniel Sousa Fialho, de 15 anos, estava na companhia de três amigos, quando foi abordado por um grupo de homens

Foto: reprodução/Diário do Nordeste Othoniel Sousa Fialho foi agredido com barras de ferro e pauladas por um grupo usando camisas da torcida organizada rival
Othoniel Sousa Fialho foi agredido com barras de ferro e pauladas por um grupo usando camisas da torcida organizada rival

Um torcedor do Ceará de 15 anos morreu nesta terça-feira (26), no Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, dois dias após ter sido agredido com barras de ferro e pauladas ao voltar de um jogo. Conforme o irmão da vítima, o jovem e três amigos voltavam da partida entre Ceará e São Paulo, no último domingo (24), por volta das 22h, quando foram abordados por um grupo no momento em que desceram de um ônibus, no bairro Canidezinho, e foram atacados. O velório acontece nesta quarta-feira (27), no bairro onde o crime aconteceu.

De acordo com familiares do adolescente, identificado como Othoniel Sousa Fialho, o torcedor teve traumatismo craniano e apresentava um coágulo na região do cérebro. Após uma queda de pressão, o estado de saúde do jovem piorou e ele morreu por volta de meio-dia desta terça-feira (26).

Segundo o irmão da vítima, no dia da agressão, os suspeitos estavam em dois carros estacionados próximo à parada de ônibus onde Othoniel desceu do ônibus com os amigos. "Os agressores saíram dos veículos trajando camisas de uma torcida organizada rival. Os três amigos conseguiram correr e fugir, mas o meu irmão foi agredido pelos homens com barras de ferro e pauladas na região da cabeça", relata o irmão do adolescente, que terá a identidade preservada. Após as agressões, o grupo fugiu.

A família do torcedor soube do caso minutos depois, através de uma ligação da Polícia Militar, que foi acionada para o local. O jovem foi socorrido por uma ambulância do Samu e levado para o IJF, mas não resistiu ao ferimentos.

Othoniel é descrito pelos familiares como um jovem tranquilo, que gostava de ir aos jogos do Ceará. "Ele estudava, gostava de futebol, jogava na escolinha do Ceará e adorava ir para os jogos do time. Nunca se envolveu em briga, em confusão, nunca deu sequer um tapa em alguém. Era uma pessoa altamente tranquila", disse um familiar.

As investigações sobre o caso estão a cargo do 22º Distrito Policial, onde foi aberto um boletim de ocorrência sobre o caso. Os suspeitos já foram identificados e são considerados foragidos, conforme a família do torcedor.

Segundo caso no mesmo dia

O caso foi o segundo registrado no mesmo dia. Também na noite do domingo, um adolescente de 14 anos foi agredido e roubado por um grupo de cinco pessoas quando ia à Arena Castelão. O jovem estava acompanhado do pai e da namorada quando sofreu a violência.

Ele foi socorrido pelo próprio pai e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do Bairro José Walter. Em seguida, foi levado em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro.

Os suspeitos, detidos pela Guarda Municipal de Fortaleza, disseram que também pertenciam a uma torcida organizada.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe seu comentário