Três ônibus são alvos de bandidos em menos de 24h em São Luís

Caso mais grave aconteceu nesta (12) na Avenida São Jerônimo, no bairro Vila Vitória, na zona rural da capital, onde um coletivo foi abordado por seis homens encapuzados.

Foto: Reprodução / Internet Três ônibus foram alvos de bandidos em menos de 24h em São Luís
Três ônibus foram alvos de bandidos em menos de 24h em São Luís

Três ônibus foram alvos de bandidos em menos de 24h em São Luís e nos três casos que foram registrados na Delegacia Especial do bairro Cidade Operária (Decop), dois ocorreram na zona rural da capital.

Segundo a polícia, o caso mais grave ocorreu na madrugada desta sexta-feira (12) em frente ao Colégio Galileu, na Avenida São Jerônimo, no bairro Vila Vitória, na zona rural de São Luís, onde um coletivo que faz linha Cajupari-Terminal Integração foi abordado no ponto final do Terminal do bairro São Cristóvão por seis homens encapuzados que armados de pistolas, garrunchas, facas anunciaram o assalto.

De acordo com informações repassadas aos policiais da Decop, os criminosos quebraram os vidros das janelas das portas do lado direito do coletivo fazendo com que o motorista freasse abruptamente. Eles roubaram os pertences dos passageiros e a renda do coletivo e causaram pânico em todos ao efetuar dois disparos de arma de fogo. Apesar do susto, ninguém se feriu.

No segundo caso que ocorreu na noite de quinta (11) próximo ao Terminal Distrito Industrial, na Vila Sarney, também na zona rural da capital, o veículo que fazia linha Vila Sarney-Rodoviária e se deslocava no sentido bairro quando três homens, ainda não identificados, embarcaram e após alguns metros anunciaram o assalto.

Na ocasião dois dos três bandidos, que estavam portando facas, ficaram dentro do ônibus recolhendo os pertences dos passageiros enquanto o outro se posicionou no degrau vigiando para que ação não fosse descoberta. Além dos pertences dos passageiros, os ladrões ainda roubaram a renda do transporte coletivo que estava avaliada em R$ 70.

O último assalto aconteceu também na noite de quinta (11) na Avenida dos Franceses, no bairro Ivar Saldanha, em São Luís, quando o ônibus que faz linha para o bairro Piquizeiro foi abordado por um casal que após alguns minutos ter embarcado no coletivo anunciou o assalto. A dupla, que estava com uma arma branca, levou os pertences dos passageiros e mais a renda do veículo.

O outro assalto que também registrado na Decop ocorreu na Avenida dos Franceses no bairro Ivar Saldanha na noite de quinta (11). Segundo o motorista e a cobradora que trabalham no coletivo que faz linha para o bairro Piquizeiro. Nesse assalto um casal embarcou nessa localidade bem próximo ao Anel Viário e anunciou o assalto e levaram pertences dos passageiros e a renda do coletivo. Eles utilizaram uma arma branca durante o crime.

Sobre as ações criminosas, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema), Isaías Castelo Branco, disse que o sindicato já está a par de toda a situação e aguarda agora só os próximos passos da polícia sobre os casos.

“Estamos neste momento já em contato com os delegados que hoje compõem a força-tarefa com relação aos assaltos nos transportes que é o delegado Murilo e os outros dois delegados que estão empenhados a coibir este tipo de assalto e estamos aguardando a filmagem do carro para que eles possam identificar esses marginais. Eles já tem uma relação de vários desses elementos e, inclusive, de fotos que já estão monitorando todos eles. Então, essa filmagem vai ajudar muito nessa identificação desses elementos”, contou Isaías Castelo Branco.

O chefe de Operações da Polícia Civil do Maranhão, delegado André Gossaim, revelou que uma força-tarefa foi criada com o intuito de combater os assaltos a ônibus ocorridos na Região Metropolitana de São Luís e sobre os últimos crimes ocorridos na quinta e sexta, a polícia já está em campo na tentativa de identificar e prender os criminosos.

“A gente projetou e criou e está atividade uma força-tarefa de investigação a roubos de coletivos. São três delegados com equipes com escrivãs e investigadores trabalhando rotineiramente. Eles estão alocados na Delegacia de Roubos e Furtos, Crime ao Patrimônio, utilizando toda a estrutura da delegacia focado só em roubo a ônibus. Sobre os casos de hoje as equipes já estão cientes e já foram a campo. Estão tentando recolher eventuais projéteis, balas para a perícia, se ficaram no ônibus ou não. Vamos pegar câmeras de filmagem para vê se tem imagens dos sujeitos, ouvindo as pessoas, tentando fazer retrato falado e mostrando fotografia”, disse o delegado André Gossaim.

Fonte: G1 MA

Deixe seu comentário