Venezuelanos que moram em Teresina são testados para Covid-19

A realização da testagem dos imigrantes venezuelanos faz parte das ações de assistência aos imigrantes.

Foto: CCOM Todos os cuidados necessários estão sendo adotados para que não haja a contaminação nos espaços.
Todos os cuidados necessários estão sendo adotados para que não haja a contaminação nos espaços.

Nesta segunda-feira (25), foram testados para Covid-19 em Teresina, os venezuelanos de que vivem na capital. Os testes foram arrecadados pela Secretaria Estadual em Assistência Social (Sasc) em parceria com a Secretária Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) e foram aplicados por equipes da Fundação Municipal de Saúde.

Segundo a secretária executiva do Sistema Único de Assistência Social (Suas), Mauricéia Carneiro, a realização da testagem dos imigrantes venezuelanos faz parte das ações de assistência aos imigrantes, “de acordo com o Protocolo de Acolhimento, e dá prosseguimento às diversas frentes que já vêm sendo realizadas nos três abrigos aos quais estão sendo acolhidos”. Explica a secretária.

No final do mês de abril, 60 venezuelanos acolhidos pelo Centro Social Urbano do Buenos Aires foram transferidos para o antigo prédio do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (EMATER), com o objetivo de evitar aglomerações. Essa divisão foi feita considerando os laços familiares.

A Gerente de Proteção Social Especial da Semcaspi, Mayra Veloso, ressalta que os todos os cuidados necessários estão sendo adotados para que não haja a contaminação nos espaços. “Orientações diárias são dadas pelas nossas equipes, bem como a disponibilização de equipamentos de proteção individual, para que a saúde seja preservada. É intuito nosso a garantia dos direitos dessas famílias e o atendimento socioassistencial é prestado com esse propósito”.

Fonte: PMT*

Deixe seu comentário