Wellington Dias entrega Hospital de Campanha montado no Ginásio Verdão

A unidade começará a receber pacientes na segunda-feira, 01 de junho. Cerca de 230 profissionais vão trabalhar no hospital.

Foto: CCOM Governo entrega hospital que vai atender pacientes com Covid-19
Governo entrega hospital que vai atender pacientes com Covid-19

Com quase dois meses sendo montado a estrutura, o hospital de campanha instalado no Ginásio Verdão, em Teresina Piauí, foi entregue pelo governador, Wellington Dias, nesta sexta-feira (29). O investimento foi de R$ 5 milhões e a unidade ampliará a rede de saúde do estado para atendimento de pacientes com a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

O Hospital de Campanha do Verdão disponibilizará 103 leitos. Desses, 90 são clínicos, que atendem casos mais leves da doença e 13 de estabilização. A unidade começará a receber pacientes na segunda-feira, 01 de junho. Cerca de 230 profissionais vão trabalhar no hospital.

A estrutura será voltada ao atendimento de pacientes referenciados pela rede pública, encaminhados pelas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) ou prontos-socorros e que precisam de internação com cuidados de baixa e média complexidade, de forma a liberar vagas para atendimentos de maior complexidade nas unidades de saúde tradicionais.

Foto: CCOMO investimento foi de R$ 5 milhões
O investimento foi de R$ 5 milhões

Segundo o governador, com o novo hospital, “vamos desobstruir, por exemplo, o Hospital Getúlio Vargas (HGV) para a implantação de novos leitos de UTIs”, explicou o chefe do Executivo estadual. Segundo o secretário de saúde do Piauí, Florentino Neto, o estado possui uma taxa de ocupação de leitos clínicos melhor do que a de outros estados. “Neste hospital de campanha, teremos 103 leitos e um trabalho integrado com a rede, numa interlocução com as demais unidades da rede estadual e municipal que vai garantir a entrada e saída de paciente de outros lugares”, explicou o gestor.

O diretor, do Hospital de Campanha do Verdão, Jefferson Campelo, explicou que, além do atendimento, a parceria com a Universidade Federal do Piauí (UFPI) proporcionará pesquisas que serão publicadas no mundo inteiro, o que vai colaborar com a busca de novos tratamentos para a Covid-19.

Obra da unidade

A obra foi realizada pela Progen, empresa com experiência em construção de hospitais de campanha com montagem de estruturas modulares provisórias. A unidade será operada pela Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (Fadex), entidade ligada à Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Florentino Neto afirma que com entrega do hospital, a Fadex ficará responsável pela aquisição de medicamentos e insumos necessários ao desenvolvimento do projeto, pelas atividades de suporte técnico-científico e administrativo no que diz respeito ao gerenciamento e execução do projeto, assessoria, consultoria e funcionamento das atividades da unidade médica de campanha.

Deixe seu comentário